Escritor Paulo Coelho aponta ‘assassinos de Paulo Gustavo’

Através do Twitter, ele fez uma reflexão sobre a pandemia do novo coronavírus que atualmente contabiliza 412 mil mortes no Brasil.

Foto: Reprodução Internet.

Na última terça-feira (04), após o anúncio da morte do humorista Paulo Gustavo, o escritor Paulo Coelho criticou as pessoas que ainda não entendem a pandemia como algo sério.

Através do Twitter, ele fez uma publicação onde chama os negacionistas de “assassinos de Paulo Gustavo”.

Paulo Coelho, que também é jornalista, escreveu o livro “O Alquimista”, um dos mais vendidos no mundo.

Para fazer sua crítica ele relembrou algumas frases que foram usadas pelo presidente Jair Bolsonaro no início da pandemia:

VEJA TAMBÉM:

—> Paulo Gustavo morre aos 42 anos após complicações da Covid-19

—> Novo boletim médico aponta quadro de Paulo Gustavo como irreversível

—> Tata Werneck se revolta com imagens vazadas da família de Paulo no hospital

“Assassinos de Paulo Gustavo: quem dizia “é só uma gripezinha”, “não passa de 200 mortes”, “cloroquina resolve”, “gente morre todo dia”, “lockdown destrói o país”, “máscara nos faz respirar ar viciado”, “eu obedeço o comandante”, e por aí vai. Canalhas da pior espécie”, escreveu.

O assunto viralizou nas redes sociais e através das hashtags “Genocida”, “Paulo Coelho”, “ASSASSINO” e “Bolsonaro Criminoso”, entrou para os Trending Topics do Twitter.

Atualmente, com pouco mais de um ano desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, já são contabilizadas 412 mil mortes pela doença no país, chegando ao recorde de até 4 mil mortes em um dia.

Levando em consideração as atitudes contraditórias do presidente do Brasil em relação ao cenário pandêmico, os internautas atribuíram a Jair Bolsonaro a culpa por tantas mortes, relembrando suas falas.

Também no Twitter, Bolsonaro prestou homenagem para Paulo Gustavo, na legenda da publicação ele escreveu: “Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a Covid.”

Os internautas não reagiram bem e responderam na própria publicação: “Você é o maior responsável pelo que aconteceu com o Paulo. Você é o maior responsável por esses 400 mil Paulos”, disse um internauta.

“Precisou morrer uma pessoa que o Brasil inteiro ama para você demonstrar solidariedade às vítimas do vírus que você menosprezou e ajudou (e continua ajudando) a disseminar, não é seu vagabundo? Desce desse palanque que seu futuro é a cadeia, maneiro genocida, assassino!”, comentou outra.

“Você vai pagar pelos seus crimes, seu monstro. Cínico.”, foi a resposta de Marcelo Freixo, o deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Confira algumas publicações sobre o assunto:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários