Após polêmica, Globo de Ouro 2022 não terá celebridades, público e red carpet

Premiação, que acontece no domingo (09), precisou ser alterada por conta do aumento de casos de Covid nos EUA e críticas à organização.

Após toda polêmica envolvendo o Globo de Ouro, a Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood anunciou nesta terça-feira (4) que a premiação não contará com a presença de celebridades, público ou do tapete vermelho. O evento acontece no domingo (09), em Los Angeles.

globo de ouro
Foto: Reprodução Internet

O motivo é o surto de Covid-19 e Ômicron, que atinge os Estados Unidos e todo o mundo. “Por causa do surto atual da pandemia, saúde e segurança permanecem uma prioridade maior para a HFPA”, afirmou a organização.

A HFPA não revelou se haverá transmissão da premiação, já que a emissora americana NBC, dona dos direitos, resolveu, em protesto, não exibir o evento nos Estados Unidos.

No último ano, a entidade vem recebendo diversas críticas e quase precisou cancelar o Globo de Ouro. Após denúncias sobre falta de diversidade e supostos subornos em troca de indicações, em 2021, a rede de TV americana NBC cancelou a exibição da edição seguinte do prêmio.

No fim de 2021, a HFPA anunciou que acrescentou 21 novos membros no prêmio Globo de Ouro para aumentar a diversidade entre os participantes.

ENTENDA A POLÊMICA

VEJA TAMBÉM:

—> Globo de Ouro, que havia sido cancelado em 2022, volta atrás e anuncia edição

—> Globo de Ouro aprova mudanças para aumentar diversidade entre votantes

—> Globo de Ouro acrescenta negros e mulheres entre membros

Em maio de 2021, a NBC anunciou que não vai transmitir a edição de 2022 do “Golden Globe Awards”, o “Globo de Ouro”.

A premiação é uma das mais tradicionais, voltada para os profissionais do cinema e da televisão, de dentro e fora dos Estados Unidos, e serve como termômetro para o Oscar.

O anúncio da NBC foi uma forma de protesto, após uma reportagem revelar que não havia nenhum negro entre os membros da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), que está por trás da organização do evento.

Desde a publicação da reportagem, vários estúdios anunciaram que não pretendiam mais trabalhar com a HFPA até que as mudanças sejam realizadas. Na lista estão gigantes como a Netflix, Amazon Studios e WarnerMedia.

Atores como Mark Ruffalo, Scarlet Johansson, Jennifer Aniston e muitos outros também repreenderam a associação.

A organização sem fins lucrativos é composta por jornalistas e fotógrafos globais que fazem matérias sobre a indústria de entretenimento.

Após a grande repercussão negativa, a HFPA prometeu uma mudança transformacional.

OS INDICADOS

No dia 13 de dezembro de 2021, a organização divulgou os indicados de todas as categorias.

Confira a lista completa de indicados:

MELHOR SÉRIE DE TV – COMÉDIA/MUSICAL
The Great
Hacks
Only Murders in the Building
Reservation Dogs
Ted Lasso

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE TV – DRAMA
Brian Cox, por Succession
Lee Jung-jae, por Round 6
Billy Porter, por Pose
Jeremy Strong, por Succession
Omar Sy, por Lupin

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE LIMITADA, SÉRIE ANTOLÓGICA OU TELEFILME
Jessica Chastain, por Scenes from a Marriage
Cynthia Ervio, por Genius: Aretha
Elizabeth Olsen, por WandaVision
Margaret Qualley, por Maid
Kate Winslet, por Mare of Easttown

MELHOR DIREÇÃO – FILME
Kenneth Branagh, por Belfast
Jane Campion, por Ataque dos Cães
Maggie Gyllenhaal, por A Filha Perdida
Steven Spielberg, por Amor, Sublime Amor
Denis Villeneuve, por Duna

MELHOR ATRIZ EM FILME – COMÉDIA/MUSICAL
Marion Cotillard, por Annette
Alana Haim, por Licorice Pizza
Jennifer Lawrence, por Não Olhe Para Cima
Emma Stone, por Cruella
Rachel Zegler, por Amor, Sublime Amor

MELHOR ATOR EM FILME – DRAMA
Mahershala Ali, por Swan Song
Javier Bardem, por Being the Ricardos
Benedict Cumberbatch, por Ataque dos Cães
Will Smith, por King Richard: Criando Campeãs
Denzel Washington, por The Trage of Macbeth

MELHOR SÉRIE DE TV – DRAMA
Lupin
The Morning Show
Pose
Round 6
Succession

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE TV – DRAMA
Uzo Aduba, por In Treatment
Jennifer Aniston, por The Morning Show
Christine Baranski, por The Good Fight
Elizabeth Moss, por The Handmaid’s Tale
Mj Rodriguez, por Pose

MELHOR ATOR EM SÉRIE LIMITADA, SÉRIE ANTOLÓGICA OU TELEFILME
Paul Bettany, por WandaVision
Oscar Isaac, por Scenes from a Marriage
Michael Keaton, por Dopesick
Ewan McGregor, por Halston
Tahar Rahim, por The Serpent

MELHOR ATOR EM FILME – COMÉDIA/MUSICAL
Leonardo DiCaprio, por Não Olhe Para Cima
Peter Dinklage, por Cyrano
Andrew Garfield, por Tick, Tick… Boom!
Cooper Hoffman, por Licorice Pizza
Anthony Ramos, por Em Um Bairro em Nova York

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM FILME
Ben Affleck, por The Tender Bar
Jamie Dornan, por Belfast
Ciarán Hinds, por Belfast
Troy Kotsur, por No Ritmo do Coração
Kodi Smit-McPhee, por Ataque dos Cães

MELHOR TRILHA SONORA EM FILME
Alexandre Desplat, por A Crônica Francesa
Germaine Franco, por Encanto
Jonny Greenwood, por Ataque dos Cães
Alberto Iglesias, por Madres Paralelas
Hans Zimmer, por Duna

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE TV – COMÉDIA/MUSICAL
Hannah Einbinder, por Hacks
Elle Fanning, por The Great
Issa Rae, por Insecure
Tracee Ellis-Ross, por Black-ish
Jean, por Hacks

MELHOR SÉRIE LIMITADA, SÉRIE ANTOLÓGICA OU TELEFILME
Dopesick
Impeachment: American Crime Story
Maid
Mare of Easttown
The Underground Railroad

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM TV
Billy Crudup, por The Morning Show
Kieran Culkin, por Succession
Mark Duplass, por The Morning Show
Brett Goldstein, por Ted Lasso
Oh Yeong-su, por Round 6

MELHOR FILME – COMÉDIA/MUSICAL
Cyrano
Não Olhe Para Cima
Licorice Pizza
Tick, Tick… Boom!
Amor, Sublime Amor

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM FILME
Caitriona Balfe, por Belfast
Ariana DeBose, por Amor, Sublime Amor
Kirsten Dunst, por Ataque dos Cães
Aunjanue Ellis, por King Richard: Criando Campeãs
Ruth Negga, por Identidade

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
Compartment Number 6
Drive My Car
A Mão de Deus
A Hero
Madres Paralelas

MELHOR ROTEIRO EM FILME
Paul Thomas Anderson, por Licorice Pizza
Kenneth Branagh, por Belfast
Jane Campion, por Ataque dos Cães
Adam McKay, por Não Olhe para Cima
Aaron Sorkin, por Being the Ricardos

MELHOR ATRIZ EM FILME – DRAMA
Jessica Chastain, por The Eyes of Tammy Faye
Olivia Colman, por A Filha Perdida
Nicole Kidman, por Being the Ricardos
Lady Gaga, por Casa Gucci
Kristen Stewart, por Spencer

MELHOR FILME – DRAMA
Belfast
No Ritmo do Coração
Duna
King Richard: Criando Campeãs
Ataque dos Cães

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE TV – COMÉDIA/MUSICAL
Anthony Anderson, por Black-ish
Nicholas Hoult, por The Great
Steve Martin, por Only Murders in the Building
Martin Short, por Only Murders in the Building
Jason Sudeikis, por Ted Lasso

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM TV
Jennifer Coolidge, por The White Lotus
Kaitlyn Dever, por Dopesick
Andie McDowell, por Maid
Sarah Snook, por Succession
Hannah Waddingham, por Ted Lasso

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL EM FILME
“Be Alive” – Beyoncé (King Richard: Criando Campeãs)
“Dos Oruguitas” – Sebastian Yatra (Encanto)
“Down to Joy” – Van Morrison (Belfast)
“Here I Am (Singin’ My Way Home)” – Jennifer Hudson (Respect)
“No Time to Die” – Billie Eilish (007 – Sem Tempo Para Morrer)

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários