Globo de Ouro aprova mudanças para aumentar diversidade entre votantes

Associação de 87 pessoas que escolhem os vencedores decidiram ampliar sua diversidade após críticas. Veja o que mudou.

Globo de Ouro
Foto: Reprodução Internet

De acordo com a agência de notícias Reuters, os membros da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), grupo responsável pelo Globo de Ouro, aprovaram mudanças amplas com o objetivo de aumentar a diversidade entre os votantes.

A reunião aconteceu nesta quinta-feira (06) e todas as mudanças já foram divulgadas pela Associação.

Em fevereiro deste ano, o jornal “Los Angeles Times” publicou uma matéria dizendo que não havia pessoas negras entres as 87 votantes na HFPA.

VEJA TAMBÉM:

—>  Globo de Ouro 2021: confira a lista de vencedores

—> Série vencedora do Globo de Ouro chega ao Globoplay

—> Globo de Ouro 2021 anuncia a lista de indicados

A reportagem repercutiu no mundo todo e o Globo de Ouro passou a ser criticado, o que fez com que a cerimônia, realizada em fevereiro, fosse completamente ofuscada. Com isso, a Associação precisou rever seus conceitos e aumentar a diversidade.

Confira algumas das mudanças:

  • A contratação de um diretor de diversidade;
  • O recrutamento de jornalistas negros, amplificando a seleção para o grupo de jornalistas estrangeiros da área de entretenimento.
  • O acréscimo de 20 novos membros aos atuais 87 neste ano e a expansão de sua composição em 50% nos próximos 18 meses.

QUESTÕES ÉTICAS

Além das questões de diversidade, o jornal também apontou questões éticas sobre a relação próxima entre a HFPA e os estúdios de cinema que podem influenciar na escolha dos indicados e vencedores do Globo de Ouro.

As novas regras exigem que membros da HFPA parem de aceitar itens promocionais presenteados por estúdios de cinema e TV e que o grupo publique uma lista pública de membros com links para seus trabalhos.

GLOBO DE OURO 2021

A cerimônia deste ano aconteceu no dia 28 de março. Devido à pandemia de Covid-19, o evento foi feito em formato híbrido, com alguns apresentadores presencialmente e também acompanhamento de forma remota

Não foi uma cerimônia de muitas surpresas, visto que os destaques foram “Nomadland”, “The Crown”, “Borat 2” e “O Gambito da Rainha”, algo já esperado pelo público.

O discurso de Jane Fonda, atriz de 83 anos que estrela a série cômica “Grace and Frankie”, da Netflix, foi uma dos destaques da premiação. Ela foi homenageada e pediu por diversidade em Hollywood.

Com informações de G1

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários