Escritora Lya Luft morre aos 83 anos após batalha contra o câncer

Lya é autora dos livros “As Parceiras” e “Perdas e Ganhos”.

A escritora Lya Luft, autora de “As Parceiras” e “Perdas e Ganhos”, morreu na madrugada desta quinta-feira (30), aos 83 anos, em sua casa em Porto Alegre.

lya luft
Foto: Reprodução Internet

Lya lutava contra um câncer em metástase e chegou a ser internada nas últimas semanas. Segundo sua filha, Suzana Luft, Lya pediu para voltar para casa nas festas de fim ano. Ainda de acordo com a filha, Lya morreu enquanto dormia.

O governador do RS, Eduardo Leite, manifestou pesar pelo falecimento. “O RS perde um dos seus maiores nomes da literatura. Lya Luft nos deixa aos 83 anos e abre uma lacuna difícil de ser preenchida. Que Deus conforte a família e os amigos”, postou.

Lya nasceu na cidade gaúcha de Santa Cruz do Sul em 1938 e se formou em pedagogia e letras na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Após sua formação, ela começou a trabalhar como tradutora de obras em inglês e alemão. Entre os autores que trouxe para o português estão Virginia Woolf, Rainer Maria Rilke, Doris Lessing e Thomas Mann.

VEJA TAMBÉM:

—> Em livro, Whindersson fala sobre vício em drogas após término com Luísa Sonza

—> Após indicação de Juliette, livro fica entre os mais vendidos da Amazon

—> Livro de Gil do Vigor é lançado e já está entre os mais vendidos da Amazon

A escritora fez dois mestrados: um em Linguística, também na PUCRS, em 1975, e outro em Literatura Brasileira, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 1978. Entre 1969 e 1982, atuou como professora de Linguística na Faculdade Porto-Alegrense (FAPA).

Seu primeiro grande sucesso foi escrito em 1980. “As Parceiras” é romance que conta com uma narradora feminina falando sobre as relações de loucura, morte e tragédia que envolvem uma família.​

Em 2003, Lya lançou “Perdas e Ganhos”, que vendeu quase um milhão de cópias e ficou 113 semanas no topo das listas de mais vendidos do país. A obra é uma mistura de ensaio e memória, e versa sobre amadurecimento e amargura a partir de uma perspectiva pessoal e sensível.​

Ao todo, Lya escreveu mais de 30 livros. A maioria deles, aborda dramas familiares e personagens que passam por situações inquietantes, sempre se destacando por trazer uma visão feminina a essas narrativas.

Com informações de G1 e Folha de São Paulo

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários