Ex-Rouge, Li Martins fala sobre aborto espontâneo em sua segunda gravidez

Cantora fez um relato emocionante através das redes sociais.

Na manhã desta segunda-feira, a cantora Li Martins, que ficou conhecida como uma das integrantes do grupo Rouge, surpreendeu o público ao falar que sofreu um aborto espontâneo.

Foto: Reprodução Internet.

Através do seu Instagram oficial, a artista fez um desabafo. Com cinco fotos, onde aparece com a barriga de grávida e mostrando os testes de gravidez, ela fez um texto falando do luto.

Ela afirmou que esperou mais de um mês para tornar o caso publico, por não saber se deveria dividir essa dor com seus fãs.

Li também afirmou que já faz alguns dias que não está bem e que nem sente vontade de sair da cama. Seu estímulo para falar sobre a experiência foi pensar que outras mulheres também estão passando pela mesma situação.

VEJA TAMBÉM:

—> Ex- integrantes do Rouge, Lu Andrade e Li Martins farão live juntas

—> Fãs de Bianca Andrade, a Boca Rosa, ficam indignados com suposta traição

—> Maraisa emociona fãs com homenagem para Marília Mendonça

Confira o texto que ela escreveu:

“Os últimos dias ñ tem sido fáceis! Há dias q acordo bem, outros ñ tenho vontade de sair da cama. Nenhuma dor q eu já tenha sentido na vida se compara ao q sinto hj, e talvez sentirei p sempre!

Foram + de 30 dias guardando isso comigo, sem saber se devia ou ñ dividir essa dor c vcs, mas penso nas mulheres q estão passando por isso, e quem sabe contando um pouco da minha experiência eu possa ajudar outras mulheres a sentir q ñ estão sozinhas nesse luto!

Dia 10/11/21 já seria a 2ª USG, na 1ª o tamanho sugeria 6 semanas, mas nessa o bebê estava menor q na última USG, como se tivesse regredido p o tamanho de 5 semanas. Então o médico disse q ñ havia batimento cardíaco nem sinais vitais. Nesse momento eu paralisei! Tentei disfarçar e ñ demonstrar p Antonella a profunda tristeza q me dominou naquele instante.

“Meu Deus! Meu bebê ñ tem mais vida, e agora o que eu faço?” O médico me
explicou q eu poderia esperar o corpo expelir ou fazer a curetagem! Eu optei por esperar, mas ñ imaginava como seria lidar c a ideia de saber q o meu bebê ainda está aqui, mas sem vida!

Acordei no dia seguinte c uma tristeza profunda, só tinha vontade de chorar, parecia um pesadelo, mas era real! Ñ sabia como agir, então coloquei as mãos na minha barriga, comecei a rezar e resolvi conversar c o bebê. Pedi perdão, pois ñ estou pronta p me despedir, e nunca vou estar. Agradeci pelo pouco tempo q esteve conosco, pela alegria q trouxe mesmo sendo uma passagem tão rápida, disse o qnt o amamos e p sempre vamos amar!

Choro escondida sempre q penso q ñ vamos nos conhecer, tento entender o q ñ se explica, tento aceitar o q ñ posso mudar, pq ñ tem sido fácil aceitar a sua perda. Evito pensar, pois preciso superar! Mas sei q jamais vou esquecer!

Estou me permitindo viver o meu luto mas sei q preciso focar em ficar bem agora! Ler relatos de mães q passaram pelo mesmo tem me ajudado mto, por isso decidi escrever! Assim estou encontrando forças p superar!

Jamais compreendi o quão devastador é! Pois só quem sente na pele, sabe! Se vc passou ou está passando por isso, saiba q vc ñ está sozinha! E já te admiro pela mulher forte q vc é!”.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários