Wesley Safadão se pronuncia sobre caso da vacinação contra Covid-19

Artista não aceitou o acordo proposto pelo Ministério Público e revelou o desejo de ser tratado como um cidadão; entenda.

Foto: Reprodução Internet.

Nesta sexta-feira, dia 29 de outubro, pela primeira vez o cantor Wesley Safadão se pronunciou sobre o caso envolvendo sua vacinação contra a Covid-19.

Através do Instagram, o artista postou alguns Stories, onde escreveu sobre ser acusado de furar a fila para tomar a vacina.

Sua esposa, a influenciadora digital Thyane Dantas, tomou a vacina em 8 de julho de 2021. Ela tinha 30 anos, mas na época o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais.

Já Wesley, e a sua produtora Sabrina Tavares, estavam com a vacinação agendada para o mesmo dia, no Centro de Eventos do Ceará. No entanto, eles se direcionaram para outro posto de vacinação, em um shopping.

VEJA TAMBÉM:

—> Prefeitura de Fortaleza vai investigar vacinação de Thyane Dantas

—> Juliano Cazarré se pronuncia após polêmica sobre não querer tomar a vacina

—> Fátima Bernardes toma vacina contra Covid-19 e celebra: ‘Muito emocionada’

Após a repercussão do caso, a Prefeitura de Fortaleza passou a investigar as vacinações.

Na última quinta-feira (28), o cantor Wesley Safadão, a sua esposa e a assessora do músico, negaram um acordo ofertado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE).

Nesta sexta-feira (29), Safadão falou sobre o caso e explicou o motivo para o acordo não ser aceito. De acordo com o artista, a Justiça quer que ele se declare culpado, além de pagar uma quantia equivalente a quase um milhão de reais.

Ele destacou que para um cidadão comum esse valor é “infinitamente” menor. Safadão destaca que esse valor seria doação para instituições e ele nunca se negou a fazer doação.

O cantor relembrou as ações que realizou durante a pandemia principalmente, destacando as doações de respiradores e toneladas de alimentos para dar suporte para várias famílias.

Ele afirma que não furou fila em nenhum momento, que só tomou a dose do imunizante em outro local pois foi orientado dessa forma, devido à lotação do seu local de origem.

Safadão disse que está muito triste com tudo isso, que errou, mas que jamais faria algo assim s soubesse que era errado.

Para finalizar, o artista pediu perdão à população de sua cidade e do país. Afirmou que foi mal assessorado sobre se vacinar em outro lugar e quer ser tratado como um cidadão normal, não da forma que estão fazendo.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários