Prefeitura de Fortaleza vai investigar vacinação de Thyane Dantas

Esposa de Wesley Safadão não atenderia a idade mínima, nem teria feito o agendamento necessário.

Foto: Reprodução Internet.

Na última quinta-feira (08), Thyane Dantas e o cantor Wesley Safadão viraram assunto nas redes sociais.

A influenciadora digital compartilhou com seus seguidores o momento que Wesley Safadão foi vacinado contra Covid-19.

Além de acompanhar o marido, Thyane também recebeu uma dose do imunizante.

Ela tem 30 anos, idade diferente da mínima estipulada pela prefeitura atualmente, que é 32.

VEJA TAMBÉM:

—> William Bonner toma primeira dose da vacina contra Covid-19

—> Fátima Bernardes toma vacina contra Covid-19 e celebra: ‘Muito emocionada’

—> Karina Bacchi volta ao posto onde foi vacinada contra Covid-19 para tirar dúvidas

Além disso, ela não teria feito o agendamento que é necessário para toda a população. Vários internautas acusaram Thyane de furar a fila da vacinação.

Até o momento, nem Thyane ou Wesley Safadão se pronunciaram sobre o assunto.

Em nota enviada para a imprensa, a assessoria do cantor informou que a influenciadora recebeu a “xepa” da vacina, que é uma espécie de sangria: “Não foi benefício dela”, diz o texto.

“Cada dose dá em média um número aplicações, depende de qual for, e se não forem aplicadas na hora são descartadas. Por esse motivo, os profissionais estão autorizados a aplicar em quem estiver no local, mesmo que não esteja no dia certo para vacinação, para que não haja descarte do material”, foi a explicação feita sobre o assunto.

No entanto, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informou que as atividades de vacinação contra a Covid-19 nesta quinta encerraram às 17h, por isso não existiriam as doses de sangria e Thyane foi vacinada no período da manhã.

Além disso, o projeto da “sangria” até foi aprovado, mas ainda não foi sancionado. Por isso, não pode ser colocado em prática.

Foi instaurado um processo administrativo para averiguar a aplicação, após a conclusão, o processo será encaminhado aos órgãos de controle.

Com informações de G1.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários