Olavo de Carvalho passa por internação de emergência, mas tem quadro estável

Aos 74 anos, escritor ainda não tem previsão de alta.

Foto: Reprodução Internet.

Na manhã deste domingo (15), o nome de Olavo de Carvalho aparecia entre os mais comentados das redes sociais.

O escritor, que também é jornalista e astrólogo, além de influenciador bolsonarista, foi internado no Instituto do Coração (InCor), em São Paulo.

Atualmente com 74 anos, no final da noite da última segunda-feira (9), ele apresentou um quadro de insuficiência cardíaca e renal, além de uma infecção sistêmica.

Em novo boletim médico emitido pelo hospital, a informação é que seu quadro clínico é estável, mas não há previsão de alta.

No mês de julho ele foi internado após sentir um “mal-estar súbito” durante um voo entre os Estados Unidos e o Brasil.

VEJA TAMBÉM:

—> Silvio Santos tem alta após ser diagnosticado com Covid-19

—> Diagnosticados com Covid-19, Tarcísio Meira e Glória Menezes são internado

—> Paulo Gustavo morre aos 42 anos após complicações da Covid-19

Na ocasião, ele ficou internado por 10 dias devido a uma crise de angina, que é um sintoma de doença arterial coronariana, que afeta os principais vasos sanguíneos do coração.

Já em abril, o escritor foi internado nos Estados Unidos após uma crise respiratória.

De acordo com o hospital, um novo boletim médico será divulgado apenas na alta hospitalar, que ainda não tem data prevista.

Neste domingo (15), o nome de Olavo aparecia como 23 nos Trending Topics do Twitter.

As opiniões dos internautas se dividiam entre aqueles que pediam orações para o escritor e querem sua recuperação, e os que destacaram o fato de Olavo criticar as universidades publicas, mas estar internado no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Considerado um representante do conservadorismo no Brasil, os livros “O Jardim das Aflições”, “O imbecil coletivo: atualidades inculturais brasileiras” e “O Mínimo que Você Precisa Saber para não Ser um Idiota” são alguns de seus lançamentos.

Com informações de G1.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários