Aos 58 anos, morre o comediante Sean Lock

Com quase 30 anos de carreira, ele participou de mais 40 séries e programas humorísticos.

Sean Lock
Foto: Reprodução Internet.

Na manhã desta quarta-feira (18), o comediante britânico Sean Lock morreu após longa batalha contra o câncer.

Aos 58 anos, ele era famoso por participar de diversos programas de televisão.

Sean recebeu o diagnóstico de câncer de pele na década de 1990. De acordo com informações da imprensa internacional, ele trabalhou por muitos anos na construção civil, sem utilizar a proteção adequada contra o sol.

Durante 10 anos ele protagonizou a série “8 Out Of 10 Cats”, apresentada por Jimmy Carr.

VEJA TAMBÉM:

—> URGENTE: Após complicações da COVID-19, morre Tarcísio Meira

—> Diagnosticados com Covid-19, Tarcísio Meira e Glória Menezes são internados

—> Paulo Gustavo morre aos 42 anos após complicações da Covid-19

De acordo com informações divulgadas pelo jornal The Independent, a agência do humorista revelou que ele morreu em casa e cercado por sua família.

Os profissionais lamentaram a morte e definiram Sean como um dos melhores comediantes da Grã-Bretanha, além de destacarem características como: “sua criatividade sem limites, sagacidade relâmpago e o brilhantismo absurdo de seu trabalho”.

Seus colegas de trabalho, vários comediantes ingleses prestaram homenagem para ele nas redes sociais. Entre os nomes que deixaram mensagens de afeto, destacam-se Ricky Gervais, Bill Bailey, Lee Mack, Harry Hill e Diane Morgan.

Carreira

A trajetória do humorista na TV começou em 1993, ele participou da série “Newman and Baddiel in pieces”.

Depois, foram realizadas mais de 40 shows de televisão. Em 2006, apresentou e produziu o especial “TV Heaven, Telly Hell”, onde ficou famoso por receber convidados e conversar sobre entretenimento.

Já em 2000, foi eleito o melhor comediante de apresentações ao vivo pelo British Comedy Award.

Sean Lock também era roteirista e escreveu episódios e esquetes de séries, além de ter ajudado a roteirizar o filme “This Filthy Earth”, com o diretor Andrew Kötting em 2001.

Com informações de G1.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários