Juliette revê momentos dolorosos do BBB e canta com Elba em novo episódio de doc

Terceiro episódio do documentário de Juliette mostra a paraibana vendo tudo o que falavam pelas suas costas dentro do reality.

Juliette
Foto: Reprodução Globoplay

O terceiro episódio do documentário “Você nunca Esteve Sozinha – O Doc de Juliette” estreou no Globoplay nesta terça-feira (13) e já é um dos mais comentados pelos fãs.

Isso porque durante o episódio, que ganhou o título “Premonição”, Juliette assiste algumas falas maldosas que outros participantes do BBB21 fizeram sobre ela enquanto o programa estava no ar.

Entre as cenas assistidas pela paraibana, estão conversas envolvendo Fiuk, Karol Conká e Lumena.

Em um dos momentos, Karol dispara: “Não gosto dela e não sou obrigada. Acho falsa, deselegante, insuportável. In-su-por-tá-vel”.

Juliette no terceiro episódio de 'Você Nunca Esteve Sozinha - O Doc de Juliette' no Globoplay — Foto: Reprodução/Globoplay
Foto: Reprodução Globoplay

VEJA TAMBÉM:

—> Após indicação de Juliette, livro fica entre os mais vendidos da Amazon

—> No ‘Mais Você’, Juliette dá detalhes sobre seu documentário

—> Juliette canta a música de abertura do seu próprio documentário

As cenas chatearam a campeã do BBB21 e, durante um momento de emoção, ela recebe a visita de Lumena, que a abraça e pede perdão pelos comentários maldosos.

“Desculpa, de verdade. Obrigada por não desistir de mim. Te admiro muito. Você está inspirando muitas mulheres do Nordeste. Me atrapalhei toda no jogo, mas uma coisa eu falei para a minha mãe: ‘Seria amiga de Ju aqui fora, se não fosse aquela pressão toda’. Vim te agradecer por não desistir da negona aqui”, agradece Lumena.

Juliette Doc4
Foto: Reprodução Globoplay

Além de Lumena, Lucas Penteado também participa do terceiro episódio. O ator e a maquiadora trocam declarações e carinho a todo momento.

“E, todas as vezes que eu olhava para você, via o meu irmão. Eu não desisti do meu irmão e não ia desistir de você, nunca. Quando as pessoas tentavam te machucar, elas me machucavam também”, desabafou a campeã.

Juliette Doc7
Foto: Reprodução Globoplay

Para alegria da advogada e dos seus milhões de fãs, Juliette termina o episódio cantando com ninguém mais, ninguém menos que Elba Ramalho.

As duas cantam a música “Deus Me Proteja“, de Chico César, que marcou a trajetória da maquiadora no Big Brother Brasil 21.

Em outro momento, Juliette aparece cantando a música “Triste, Louca ou Má” em parceria com a banda Francisco, el Hombre, donos da faixa.

Confira tudo o que já rolou em “Você nunca esteve sozinha – o doc de Juliette”

O documentário da campeã do BBB21, Juliette Freire, foi lançado no Globoplay no dia 29 de junho.

O primeiro episódio, chamado “Disparada”, mostra a nova realidade que a advogada precisou enfrentar após deixar o programa como a campeã suprema.

No mesmo episódio, Juliette conta sobre sua infância e sua adolescência na Paraíba e sobre todas as dificuldade que ela e sua família enfrentaram.

“A gente veio de comunidade, então a criminalidade sempre foi algo muito presente nas nossas vidas. Já vi pessoas sendo mortas na minha frente e eu sem poder fazer nada. Já vi enchente derrubando casa, já vi pessoas morrendo em deslizamentos e a gente passava por tudo isso tentando encontrar refúgio no trabalho e no estudo.”

O segundo episódio do documentário foi lançado no dia 6 julho e ganhou o título “A_MOReninha”. Nele, Juliette fala sobre a dolorosa perda da irmã Julienne, que faleceu de AVC aos 17 anos.

“Um dia, estava estudando, e recebi uma ligação de surpresa, dizendo: ‘Sua irmã está no hospital’. Achei que era uma coisa pequena. Cheguei ao hospital – um hospital público, lotado, aquele caos, cheio de gente – e minha avó abraçada com ela. Puxei uma médico de lado e perguntei: ‘Por favor, me diga o que minha irmã tem, eu resolvo agora’. A médica falou: ‘Acho que é meningite ou AVC e, se eu fosse você, tirava ela daqui'”, relembra Juliette.

Em seu relato emocionante, Juliette conta que perdeu a fé quando a irmã morreu.

“O mundo parou. Eu não sentia mais nada. Perdi a minha fé, perdi tudo. E a minha mãe, coitada, ela ficava desesperada. Todos os dias, ela ia chorar na minha cama, pedindo para eu não fazer isso, porque ela não ia aguentar perder duas filhas, e eu não tinha escolha, ia matar a minha mãe também e não queria fazer isso com ela. Aí engoli no seco e falei: ‘Vou viver'”, contou Juliette, emocionada.

“Você nunca esteve sozinha – o doc de Juliette” terá seis episódios com publicação semanal, sempre às terças-feiras.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários