Cid Moreira choca a todos ao deserdar filho adotivo; entenda

Roger Felipe Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, mostra carta que recebeu do pai dizendo que “foi um erro tê-lo adotado”.

Cid Moreira
Foto: Reprodução Internet

O nome de Cid Moreira tem estado entre os assuntos mais comentados das redes sociais nos últimos dois dias e o motivo pegou muita gente de surpresa.

Seu filho adotivo, Roger Felipe Moreira, revelou nesta terça-feira (13), durante entrevista ao programa “Balanço Geral”, da Record TV, que foi “deserdado” pelo veterano de 93 anos.

Roger é sobrinho da ex-esposa de Cid e foi adotado pelo ex-apresentador do Jornal Nacional após passar um período de férias na casa dos tios.

Durante o programa, Roger mostrou um documento que teria sido enviado a ele por Cid Moreira dizendo que o filho não faria mais parte do seu testamento.

Junto com o documento há uma carta de Cid escrita à mão. Nela, o jornalista relembrou quando Roger ameaçou processá-lo na Justiça do Trabalho por conta da ajuda dada em seus trabalhos de locução e ainda disse: “Foi um engano te adotar”.

VEJA TAMBÉM:

— > Estrela de ‘Stranger Things’, Millie Bobby Brown recebe apoio após polêmica

— > Irmã de Pedro Dom afirma que sua mãe não autorizou produção da série ‘Dom’

— > Atriz de ‘NCIS’, Zoe McLellan é acusada de sequestrar seu próprio filho

“Você continua sendo meu filho adotivo porque não consegui reverter a adoção (…). Eu fiz um documento e deserdei você. Escrevi de próprio punho e assinei. Juntei pareceres de profissionais da saúde para provar que não estou senil. Foi um engano te adotar. Fico feliz em saber que você está sendo capaz de se manter”, escreveu Cid num trecho do texto.

Roger explicou que a relação com o pai mudou quando o jovem assumiu um namoro.

“Com 28 anos, conheci uma pessoa que foi o meu primeiro amor. Comuniquei querer viver minha vida e fazer coisas que eu não acostumava fazer. Minha vida era de dedicação 24 horas ao Cid. A partir daí, as coisas começaram a mudar”, contou.

Durante a entrevista, Roger revelou que ficou surpreso com a atitude do pai e que precisou passar por um tratamento de saúde para se recuperar do “choque”.

“Tudo foi retirado. Vamos dizer assim, tudo me foi retirado. Até o apartamento onde eu morava que foi me dado, foi retirado, o estúdio que ele fez para mim que era uma coisa paro meu futuro para eu ter um rendimento, para que eu não passasse trabalho na vida”, disse.

Por fim, Roger contou que a atual esposa de Cid atrapalha ainda mais a relação dos dois. Ele contou que ela o chama de “corvo” insinuando que ele só “quer o dinheiro” do pai. 

Mulher de Cid Moreira rebate filho adotivo deserdado

Após a repercussão da entrevista de Roger, Fátima Sampaio, mulher de Cid Moreira, foi ao Instagram do jornalista para contar o outro lado da história.

“Bom dia! Eu vim no Insta do Cid porque ele não pode se manifestar por questão de segredo de justiça. Então eu, que vivo há mais de 20 anos com ele, vou me pronunciar e colocar a minha visão da situação!”, disse.

Em um vídeo de mais de 13 minutos, Fátima explicou como se deu todo o processo de adoção.

“Eu cheguei na vida do Cid em 2000. Inclusive, esse rapaz estava com ele e ainda não era adotado, já era um moço adulto quando foi. Pouco tempo depois, eu fui pro Rio [de Janeiro] morar com o Cid”, começou.

“Ele já estava separando da tia desse rapaz. Antes de eu me casar oficialmente com o Cid, os dois adotaram o Roger. Não é uma questão pra eu julgar, mas ele já era adulto quando foi adotado”, contou.

“O Cid conheceu ele quando o garoto tinha 14 anos, segundo Cid me contou. Ele tem mãe e pai, eles vieram do Sul visitar a irmã na época casada com o Cid, e aí Cid conheceu ele [Roger] e mais os dois irmãos dele. O Cid ajudou o pai e a mãe do Roger a se instalarem aqui, chegaram a ficar no apartamento de Jacarepaguá, e o Cid ajudou esses pais a montarem uma loja de discos no Leblon”.

A mulher de Cid contou que, conforme foi crescendo, Roger passou a trabalhar com o jornalista fazendo mixagem de som.

“Eu entrei na vida do Cid e conheci o Roger assim, com ele gravando no estúdio na casa do Cid. Depois que eu me casei, o Roger morou dois anos e meio com a gente. Então, eu conheço um pouco ele sim”, disse.

Fátima contou que depois de um tempo Roger parou de trabalhar com Cid e foi trabalhar no salão de outra pessoa da família. Foi assim que pai e filho adotivo perderam o contato e nunca mais se falaram.

“Então com o Cid é isso, ele [Roger] parou de falar com ele, não nos vimos mais, trocamos alguns e-mails, o Cid até me mostrava que desejava que o filho seguisse o caminho dele. Ele [Roger] foi adotado adotado adulto, não foi um bebê abandonado. Ele tinha pai e mãe, ele deixou esses pai e mãe pra ser adotado pelo Cid e pela tia”, disse.

Confira o vídeo completo:

Com informações de Istoé e Notícias da TV

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários