Patrícia Abravanel viraliza ao falar da polêmica com Caio Castro e Rafa Kalimann

Apresentadora, que é filha de Silvio Santos, foi criticada através das redes sociais.

Foto: Reprodução Internet.

Nesta terça-feira (01), Patrícia Abravanel ficou entre os assuntos mais comentados das redes sociais.

Filha de Silvio Santos, que é dono do SBT, atualmente ela apresenta o programa ao vivo “Vem Pra Cá” na emissora.

A apresentadora falou sobre a polêmica envolvendo Caio Castro e Rafa Kalimann que viralizou nas redes sociais nos últimos dias.

Internautas não aprovaram a fala de Patrícia, assim como acharam o posicionamento dos artistas preconceituosos ao compartilharem um vídeo sobre relacionamentos homoafetivos.

VEJA TAMBÉM:

—> Caio Castro e Rafa Kalimann se pronunciam após ‘cancelamento’ nas redes sociais

—> Novo programa do SBT é comparado com o ‘Encontro com Fátima Bernardes’

—> Rafa Kalimann estreia como apresentadora no Globoplay e divide opiniões na web

O fato de junho ser o mês do orgulho LGBTQIA+ também foi destacado, visto que Patricia Abravanel teria minimizado a importância de se discutir e combater a homofobia.

Segundo a apresentadora, os conservadores têm o direito de ser intolerantes com os integrantes da comunidade, pois ainda estão “aprendendo” a lidar com a diversidade.

“Mas acho que também é um direito [ser intolerante]. As pessoas deviam respeitar [a intolerância]. Por que não concordar em discordar?”, disse.

“Nós, que fomos educados com pais mais conservadores, estamos aprendendo, se (sic) abrindo.Mas acho que também é um direito [ser intolerante]. As pessoas deviam respeitar [a intolerância]. Por que não concordar em discordar? A gente pode ter opiniões diferentes, mas tudo bem”, completou.

Na sequência, a apresentadora falou com desdém sobre a sigla do movimento, trocando as letras, e disse que eles só vão conseguir o respeito da população se compreenderem os conservadores:

“Se os ‘LGDBTYH’, não sei, querem o respeito, eles precisam ser mais compreensivos com àqueles que hoje ainda não entendem direito e estão se abrindo para isso. É difícil educar filhos ao falar sobre isso, sabia? Vou dizer ao público ‘LGBTC’ que é muito difícil saber o que eu vou falar? Como vou falar? A gente não sabe lidar! Tem que ter respeito, compreensão, e não massacre nem cancelamento.”

Confira publicações sobre o assunto:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários