Juliana Paes diz que não é ‘bolsominion’ e rebate críticas que recebeu

Nomes como Marcos Palmeira, Agatha Moreira, Rafael Cardoso e Letícia Sabatella também se posicionaram sobre o assunto; entenda.

Foto: Reprodução Internet.

Na manhã desta quinta-feira (03), o nome da atriz Juliana Paes ainda aparecia entre os mais comentados das redes sociais.

Na última quarta-feira (02), Juliana publicou um vídeo através do IGTV no Instagram, para falar sobre algumas críticas que recebeu.

Durante a participação da médica Nise Yamaguchi na CPI da Covid no dia 1° de junho, Juliana utilizou as redes sociais para se posicionar sobre o assunto.

Com uma foto de Nise nos Stories ela escreveu: “Show de horror e boçalidades na #CPIdaCovid. Certa ou errada… não importa! Intimidação, coação… fala interrompida… mulher merece respeito em qualquer ambiente.”

VEJA TAMBÉM:

—> Frase de Gil do Vigor é citada durante CPI da Covid

—> Caio Castro e Rafa Kalimann se pronunciam após ‘cancelamento’ nas redes sociais

—> Patrícia Abravanel viraliza ao falar da polêmica com Caio Castro e Rafa Kalimann

CPI da COVID

A publicação fazia referência ao tratamento que Nise recebeu. A médica é conhecida por ser defensora do uso da cloroquina, assim como Bolsonaro, apesar de a medicação não ter eficácia comprovada contra o coronavírus.

Ela chegou a ser interrompida em dois momentos, pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE), quando ela falou sobre imunidade de rebanho, e também pelo presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), que chegou a dizer:

“Não acreditem nela. Quem está nos vendo neste momento, não acredite nela. Tem que vacinar. A vacina salva.”

Após seu posicionamento para defender Nise, Juliana Paes foi duramente criticada, inclusive por não se posicionar sobre os assuntos políticos.

Posicionamento

No vídeo, Juliana se refere a outra atriz, e sem dizer o nome da colega de trabalho, afirma que foi agredida por palavras caluniosas, acusada de ser covarde, desonesta e criminosa.

Juliana disse que já pediu vacinas publicamente e que no início da pandemia foi uma das primeiras a pedir que as pessoas ficassem em casa, mas que agora não se sente no direito de pedir que o público fique sem trabalhar.

A atriz seguiu com o discurso e afirmou que não é ‘bolsominion’, forma como são chamados os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, e que atualmente não se sente representada por ninguém na política.

Ela afirmou que quer respeito para todo mundo, independentemente de ideologias politicas, assim como uma mídia imparcial, saúde, educação e informação de qualidade.

A atriz ainda destacou que se posicionar nesse momento pré-eleitoral é algo muito sério e que não quer ser responsável por influenciar outras pessoas.

Nos comentários da publicação, Juliana Paes recebeu apoio e muitos elogios, inclusive de nomes como: Agatha Moreira, Rafael Cardoso, Eri Johnson e Marcos Palmeira.

No Twitter, o assunto vilarizou e os internautas comentaram sobre os posicionamentos dos artistas.

Confira algumas publicações:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários