Bárbara Paz revela ser uma pessoa não-binária

Atriz informou que gosta de pessoas e que já sofreu muito com o machismo.

Bárbara Paz
Foto: Reprodução Internet.

Em entrevista para o podcast “almasculina” de Paulo Azevedo, Bárbara Paz disse que descobriu recentemente que é uma pessoa não-binária.

Gaúcha, ela é atriz, cineasta, diretora e produtora. Bárbara se definiu como uma pessoa inquieta e disse que é muitas coisas.

“É difícil dizer quem você é para se apresentar”, disse. Ela completou dizendo que gosta de pessoas e que não teve referências masculinas, pois seu pai morreu quando ela era muito nova.

Ela cresceu em uma casa com cinco mulheres. “Mesmo sendo criança eu me sentia responsável”. Ela disse que seu lado masculino, que sempre foi muito forte, aflorou desde a infância, quando se sentia o “homem da casa”.

VEJA TAMBÉM:

–> Filme sobre Hector Babenco estreia nos cinemas

–> Brasil está fora da disputa pelo Oscar

–> Demi Lovato anuncia que é uma pessoa não-binária

Ela brica dizendo que era metade menino e metade menina, que usava um vestido apenas para agradar sua mãe.

Bárbara, que é a quarta filha, disse que inconscientemente queria ser um menino. Seu pai esperava um filho, e até chegou a ficar meio deprimido quando ela nasceu mulher.

Na entrevista, ela diz que quando tinha apenas 12 anos arranjou seu primeiro emprego. Mesmo contra a vontade da mãe, ela trabalhou para ajudar em casa, seu primeiro salário foi para fazer compras de comidas para a família.

A atriz afirma que nunca teve problemas com seu lado masculino e que sexualidade nunca foi uma questão para ela, uma vez que esse assunto sempre foi muito natural na sua vida.

Para conseguir trabalhos como atriz, ela revelou que durante muito tempo não foi ela mesmo. Não podia voltar a ter o cabelo curto para fazer a “mulher gostosa e poderosa”, e muitas vez até a “loira burra”.

Bárbara disse que gosta de ser menino e ser menina, que é muito estranho o fato de ser uma moleca na infância que se sentia um menino, e hoje ser uma mulher, com cabelo longo, mas que ela gosta dos dois.

Ela completou dizendo que isso não diz respeito a sua sexualidade, pois até agora ela apenas se relacionou com homens, mas volta a afirmar que gosta de pessoas.

Sobre a área profissional a atriz relembra que “engoliu”muito preconceito e machismo. Apenas quando pintou o cabelo com uma cor escura notou que as pessoas a olhavam nos olhos e agora ela era levada a sério.

Recentemente a cantora Demi Lovato surpreendeu o público ao revelar que também não se identifica com os gêneros, feminino ou masculino.

Além das mensagens de críticas, a artista recebeu apoio dos fãs.

Confira a entrevista com Bárbara Paz:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários