Sandy lança novo projeto e surpreende o público

”10:39” foi liberado nesta quarta-feira (14), no YouTube. Cantora aproveitou a quarentena para falar de sentimentos; confira o resultado.

Foto: Reprodução Internet.

Uma surpresa e tanto para os fãs da Sandy. Nesta terça-feira (13), através das redes sociais, a cantora fez uma postagem emocionante.

Ela abriu seu coração e desabafou sobre o que estava sentindo nesse momento de isolamento social, necessário durante a pandemia.

A cantora informou que, não estava conseguindo compor, pois não queria soar clichê ou oportunista. Sandy disse ainda que, a arte foi o que ajudou a manter sua sanidade, nesse momento tão difícil. Filmes, séries, músicas e livros foi o que ajudaram a acalmar o coração.

Dai surgiu a ideia de lançar um EP. Com três músicas, sendo elas “Piloto Automático” da Banda Supercombo, “Lua Cheia“, da banda 5 a seco e “Tempo“, que a cantora compôs a 11 anos e gravou no seu álbum de estreia da carreira solo.

VIU ISSO?

–> Devido à pandemia, 18ª edição da Flip será em formato virtual

–> Museus reabrem em São Paulo a partir desta terça-feira (13)

–> Após separação de Gusttavo Lima, Luísa Sonza volta a ser assunto

Três músicas foram transformadas em uma só. Sandy produziu em casa, com a ajuda da família e alguns músicos que gravaram à distância.

Com a ajuda de um amigo, Sandy conseguiu traduzir as músicas em imagens que foram gravadas em uma fazenda, onde trabalha um amigo de infância da cantora.

Confira o resultado para 10:39:

View this post on Instagram

Pra mim, como artista, seria impossível passar por esse período sem ser afetada de alguma maneira. A nossa profissão é toda baseada na nossa capacidade (ou necessidade) de expressar o que a gente sente em forma de arte. Mas, por algum motivo, quando eu pensava em compor, parecia que eu não conseguia ser completamente sincera ou suficiente. Quando a gente escreve com um assunto em mente, a gente se limita um pouco, e eu não queria, de maneira alguma, me apoiar em clichês ou correr o risco de soar minimamente oportunista. Por outro lado, acho que a arte, em suas diversas formas, ajudou a preservar um pouco a sanidade de muita gente durante esse ano, e comigo não foi diferente. Filmes, séries, músicas, livros, artes plásticas… me tocaram de um jeito indescritível e que ajudou a acalmar o coração em diversos momentos. E algumas canções específicas que eu já amava há muito tempo, de repente, se mostraram pra mim com um sentido completamente novo e inesperado. Assim nasceu a necessidade de fazer esse EP. “Piloto Automático”, da banda Supercombo, que conheci quando fui jurada do programa Superstar, “Lua Cheia”, da banda 5 a Seco da qual sou fã há anos e “Tempo”, que gravei no meu álbum de estreia da carreira solo, redescobri e que, nesse momento, tomou um tamanho muito maior do que tinha quando a compus, 11 anos atrás. Três músicas que viraram uma só, que se confundem uma com a outra, assim como as horas, os dias e os meses desse ano maluco. Produzi em casa, com a família e com poucos músicos que gravaram à distância suas lindas participações. Para ilustrar essas canções, chamei um artista que conheci e por cujo trabalho me encantei durante esse período, chamado Thainan Castro, que me presenteou com essa obra tão sensível, delicada e simbólica. Quando liguei pra meu amigo Douglas Aguillar (que me acompanhou e registrou todo o meu “ano de Sandy e Junior”) pedindo pra ele me ajudar a traduzir essas músicas em imagens, fomos à fazenda onde trabalha um amigo de infância e filmamos não um clipe, mas um sentimento, uma alegoria -> continua nos comentários <-

A post shared by Sandy (@sandyoficial) on

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários