Voz brasileira do Wolverine, Isaac Bardavid morre aos 90 anos

Dublador recebeu homenagens através das redes sociais.

Na tarde desta terça-feira, dia 1° de fevereiro, internautas foram surpreendidos com o comunicado de falecimento do dublador Isaac Bardavid.

Foto: Reprodução Internet.

Aos 90 anos, o artista estava internado em estado grave devido à complicações de um enfisema pulmonar e não resistiu.

Ele ficou conhecido principalmente por emprestar sua voz para Wolverine, mas o artista também marcou as animações da Disney sendo a voz de personagens como o Tigrão e o Phil. A informação da sua morte foi confirmada pela neta do artista, Vick Bardavid, nas redes sociais:

“Hoje, meu vozinho foi morar com Papai do céu, como eu disse para minha filha, virou uma estrelinha. Não que nesse plano ele não tenha sido. Modéstia à parte, o melhor dublador do século, Wolverine que o diga. Um ator de excelênica e um patriarca de primeira”, postou ela.

VEJA TAMBÉM:

—> URGENTE: Marília Mendonça morre em acidente aéreo

—> Morre Helen McCrory, atriz de ‘Harry Potter’ e ‘Peaky Blinders’

—> Aos 72 anos, morre a atriz Mila Moreira

Não demorou para o nome do ator e dublador aparecer como o assunto mais comentado do Twitter. Diversos fãs fizeram questão de deixar suas homenagens.

Eles também relembram o momento marcante, quando durante um programa do SBT, Isaac encontrou o ator Hugh Jackman, que deu vida ao personagem Wolverine.

“Essa imagem representa todos os brasileiros admiradores da dublagem. Hugh Jackman reverenciando o mestre Isaac Bardavid.. Seu legado será eterno..”, escreveu um internauta.

Há seis dias, o neto de Isaac, João, passou a atualizar o Instagram oficial do artista com informações sobre sua saúde, inclusive publicando relatórios médicos.

Nesta terça-feira (1), após a confirmação da morte doo dublador, João publicou um longo texto em homenagem ao avô:

“90 anos, 11 meses e 19 dias. Se bem conheço o coroa, ele diria assim: Toma tendência na vida meu filho!É com essa frase que escrevo que nosso querido ator, dublador, escritor, esposo, pai, vô, bisavô e amigo, hoje partiu para o plano espiritual”, iniciou.

O quadro hospitalar do Isaac estava ok, controlado, mas o pulmão resolveu parar de oxigenar o corpo, mesmo entubado, mesmo recebendo oxigênio pela máquina, os alvéolos não davam conta de transmitir o oxigênio recebido para o sangue. O sangue ficou ácido demais (com taxa de oxigênio muito baixa) e por conta disso o coração falhou.

João também lembrou outros grandes dubladores e atores que morreram recentemente: “Os médicos tentaram reanimação, mas o corpo já está muito cansado. Isaac sempre fazia os outros sorrirem, sempre fazia piadas, sempre estava feliz. Ele já se perguntava a algum tempo “porque ele ainda estava vivo”, pois nessa pandemia ele recebeu muitas notícias de amigos dubladores morrendo, ele ficava cada vez mais triste e sem entender como pessoas jovens estavam indo tão antes dele.”

Ela também afirmou que dará continuação ao trabalho do avô:

“Isaac se foi, mas seus trabalhos ficarão aí, sua voz é imortal enquanto vocês se lembrarem dele. Quem gosta de leitura tbm pode tê-lo com seus livros. O segundo livro dele está para ser finalizado agora em fevereiro. É triste saber que ele não viu seu segundo livro pronto. Como era o projeto favorito dele, eu nem me meti nas escolhas, mas algumas coisas ainda não estavam decididas, então irei tomar as rédeas do projeto do livro para poder finalizar as questões pendentes e passar mais detalhes a vocês. Um beijo em todos e que tenham bastante saúde para poder correrem atrás de sua felicidade”, finalizou.

História

Natural do Rio de Janeiro, Isaac Bardavid é descendente de uma família judia turca. Ele chegou a se formar em Direito, mas preferiu seguir a carreira na dramaturgia, sendo considerado um dos grandes nomes da dublagem brasileira.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários