Imprensa internacional repercute morte de Marília e a chama de Adele brasileira

Cantora estava com turnê marcada na Europa nos próximos meses.

marília mendonça (2)
Foto: Reprodução Internet

A morte da cantora Marília Mendonça chocou o Brasil e repercutiu no mundo inteiro. Ícone da música sertaneja, a compositora de 26 anos morreu após acidente de avião no interior de Minas Gerais na tarde desta sexta-feira, 5/11.

Após ficar quase dois anos sem fazer nenhum show por causa da pandemia do Covid-19, Marília estava, aos poucos, retomando com as apresentações.

Com o avanço da vacinação contra a doença, a cantora estava com agenda extensa de apresentações no Brasil e em países da Europa.

turnê
Shows que Marília faria ao redor do mundo [Foto: Reprodução Instagram]

O jornal americano “The New York Times” destacou o fenômeno de Marília Mendonça como a primeira mulher a fazer sucesso no sertanejo e falou sobre suas redes sociais: “Sensação midiática com milhões de seguidores”.

“Sua legião de fãs encontrou força em suas letras, que imploravam às mulheres que rejeitassem relacionamentos maus e abusivos, e que contavam a história de personagens falhos”, diz a reportagem.

the news york

O site português “SAPO MAG” lamentou a morte da brasileira e a comparou com a cantora britânica Adele, famosa pela sua voz única e músicas de amor. Já o jornal inglês “Mail Online”, relembrou sucessos de Marília Mendonça e falou sobre as indicações e prêmio do Grammy Latino.

sapo
mail online

A “Reuters”, maior agência internacional de notícias do mundo, também noticiou a morte de Marília Mendonça em suas redes sociais.

reuters

“Billboard“, uma das principais revistas de música do mundo e responsável por listar os hits mais tocados, deu destaque à morte de Marília Mendonça com duas reportagens.

Um dos textos destaca que a cantora chegou à sexta colocação da parada Billboard Social 50 chart, que mede o desempenho dos artistas entre o público nas redes — marca atingida após o sucesso de uma live em abril de 2021, num dos momentos mais duros da pandemia de Covid-19 no Brasil.

Outro texto, descreve Marília como uma “excelente contralto com uma voz profunda e próxima do soul que trouxe um toque do pop internacional às músicas tradicionais, acompanhadas de acordeão”.

marilia-billboard

A “People”, revista americana famosa sobre o mundo das celebridades, chamou atenção para o vídeo “de partir o coração” que mostrava as operações de resgate.

marilia-people

O jornal argentino “Clarín” publicou um perfil sobre a cantora e a chamou de “efêmera, mas exitosa”.

“Apaixonada pela música, decidiu começar a escrever as suas primeiras letras e a compor suas próprias canções. Porém, não imaginava o sucesso que alcançaria um tempo mais tarde”, diz o texto.

marilia-clarin
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários