Saiba quem era Halyna Hutchins, diretora que morreu após tiro acidental

Última publicação da profissional nas redes sociais foi falando sobre as vantagens de filmar um filme faroeste.

Foto: Reprodução Internet.

Na última quinta-feira, dia 21 de outubro, com um tiro acidental, Alec Baldwin matou uma colega de trabalho, a diretora de fotografia Halyna Hutchins.

O disparo acidental de uma arma cenográfica aconteceu no set de filmagens do filme “Rust”, e as investigações estão acontecendo para entender o que houve no local.

A última publicação de Halyna no Instagram foi feita há dois dias. Ela publicou um vídeo e na legenda escreveu: “Uma das vantagens de filmar um faroeste é andar a cavalo no seu dia de folga :)”.

Ela morreu aos 42 anos e nasceu na Ucrânia. Halyna cresceu em uma base militar soviética no Circulo Polar Ártico e estudou jornalismo na Universidade Nacional de Kiev, no seu país, e cinema, em Los Angeles, nos EUA.

VEJA TAMBÉM:

—> Warner Bros se pronuncia após sérias acusações feitas por Ruby Rose

—> Atriz Ruby Rose denuncia abusos na gravação da série ‘Batwoman’

—> Com tiro acidental, Alec Baldwin mata colega de trabalho em set de filmagens

Antes da carreira no cinema, ela chegou a trabalhar como jornalista investigativa em produções documentais na Europa. Já como diretora de fotografia, trabalhou em filmes como “Archenemy”, “Blindfire” e “The Mad Hatter”.

Nas redes sociais, a notícia sobre o acidente viralizou. O nome de Halyna entrou para os Trending Topics do Twitter e vários internautas prestaram suas homenagens.

O acidente

Duas pessoas foram baleadas no set de gravações do filme “Rust”, que aconteciam no estado americano do Novo México.

Além de Halyna, que não resistiu aos ferimentos, o diretor Joel Souza, de 48 anos, foi atingido no ombro e já recebeu alta.

A produção do filme, que é sobre o velho oeste e se passa no Kansas em 1880, está paralisada por tempo indeterminado. O ator Alec Baldwin, que além de produzir também estrela o longa, depôs e foi liberado.

Com informações de G1.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários