Sexta-feira 13: origens e curiosidades da data temida por muitos

Que tal passar o “dia do azar” maratonando filmes macabros de terror? Confira dicas!

Sexta-feira 13
Foto: Reprodução Internet

Com certeza você cresceu ouvindo que toda sexta-feira 13 é dia do azar, ou um dia amaldiçoado em que acontecem coisas horripilantes, certo?

Mesmo quem não se considera supersticioso, é afetado pela data mística e pelo imaginário popular, que é historicamente carregado de terror, sustos, bruxaria e maldições.

Não se trata apenas de brincadeira, para muita gente, a sexta-feira 13 é assunto sério, tanto que existe até um nome para quem tem pavor da data: parascavedecatriafobia – uma forma especializada de triscaidecafobia, um medo do número 13.

VEJA TAMBÉM:

–>  Courteney Cox estreia comédia de horror no Starz

–>  Juliano Cazarré e Paolla Oliveira estrelam filme de suspense

–> Séries de suspense para assistir no Amazon Prime Video

ORIGEM

A sexta-feira 13 nasceu em meio a várias histórias e mitos contados por diferentes culturas e povos.

A mais convincente, aconteceu em meados do século XIV, quando o rei da França, Filipe IV, considerou que a ordem dos Cavaleiros Templários, uma poderosa organização da Idade Média, era ilegal.

Em outubro de 1307, em uma sexta-feira 13, ele ordenou que os membros da ordem fossem presos e mortos por heresia. Desde então, a data passou a ser considerada “amaldiçoada”.

Outra origem da data que parece aceitável está no livro “Extraordinary Origins of Everyday Things”, de Charles Panati, que fala sobre a mitologia nórdica.

Segundo o autor, Loki, o deus da trapaça, se irritou durante um banquete com outros deuses e quebrou um portão, gerando uma enorme confusão que resultou na morte de um deles, elevando o número de pessoas presentes para 13.

Já no cristianismo, a superstição em torno da data está ligada à Última Ceia, em que Jesus está com seus 12 discípulos, e Judas, o traidor, é chamado de o 13º.

CURIOSIDADES

  • Pesquisas em volta da data já provaram que 10% da população americana tem medo do número 13. Por conta disso, a economia do país perde muito dinheiro já que as pessoas evitam se casar, trabalhar e até fazer acordos na data.
  • O medo da sexta-feira 13 não é uma superstição universal. na Grécia e nos países de língua espanhola é a terça-feira, 13,que é considerado um dia de azar, enquanto na Itália, é sexta-feira, 17 que as pessoas preferem não sair de casa.
  • Diversos acontecimentos trágicos aconteceram em sextas-feiras 13, como o bombardeio alemão ao Palácio de Buckingham (setembro de 1940); um ciclone que matou mais de 300 mil pessoas em Bangladesh (novembro de 1970); o desaparecimento de um avião da Força Aérea do Chile nos Andes (outubro de 1972); a morte do rapper Tupac Shakur (setembro de 1996); o acidente do navio de cruzeiro Costa Concordia na costa da Itália, que matou 30 pessoas (janeiro de 2012).
  • De acordo com o Stress Management Center and Phobia Institute, de Asheville, Carolina do Norte, mais de 80% dos edifícios altos dos EUA não têm um 13º andar. A maioria dos hotéis, hospitais e aeroportos também evita usar o número para quartos e portões

FILMES

Aproveitando o medo que a sexta-feira 13 causa em alguns, diversos filmes usam a data para criar histórias horripilantes que se tornam sucesso de bilheteria.

Para passar uma sexta-feira 13 completa, preparamos uma lista com 8 bons filmes de terror que você encontra na Netflix.

Confira, prepare a pipoca e tranque a casa:

Halloween

Novo 'Halloween' supera 'Pânico' como filme de psicopata mais lucrativo da  história - Monet | Filmes
Foto: Reprodução Internet

Quatro década depois de escapar do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode precisa confrontar o assassino mascarado mais uma vez após ele escapar de uma instituição. Mas, agora Laurie está preparada.

IT: A Coisa

It: A Coisa 3 pode acontecer? Veja o que diz ator de Pennywise
Foto: Reprodução Internet

Um grupo de crianças se une para investigar o misterioso desaparecimento de vários jovens em sua cidade. Eles descobrem que o culpado é Pennywise, um palhaço cruel que se alimenta de seus medos e cuja violência teve origem há vários séculos.

O Sono da Morte

Crítica: Bom roteiro fantástico perde força ao se render aos códigos do  terror - 02/09/2016 - Ilustrada - Folha de S.Paulo
Foto: Reprodução Internet

Logo após perder o filho pequeno, o casal Jessie e Mark (Thomas Jane) aceita adotar Cody. O filho adotivo se adapta bem à nova família, mas ele tem um problema: os seus sonhos se tornam realidade, e os pesadelos, especialmente, podem ser mortais.

A Visita

Crítica | A Visita - Plano Crítico
Foto: Reprodução Internet

Shyamalan regressa às suas origens com uma história aterradora de dois irmãos que vão visitar os avós numa remota quinta, na Pennsylvania. Quando as duas crianças descobrem que o casal de idosos está envolvido em algo profundamente perturbador, veem as suas hipóteses de regressar a casa a diminuírem de dia para dia.

Livrai-nos do Mal

UM FILME POR DIA: LIVRAI-NOS DO MAL
Foto: Reprodução Internet

O policial Ralph Sarchie tem uma intuição especial, que sempre o leva a lidar com casos extremos e perigosos. Em uma mesma semana, ele se depara com dois eventos perturbadores. Intrigado pelos acontecimentos, ele começa a investigar as pessoas responsáveis, suspeitando de que alguma força sobrenatural esteja por trás das histórias. Com a ajuda de um padre especializado em demonologia, Sarchie descobre uma verdade assustadora, muito além do seu mundo cético e racional.

Caso 39

Crítica | Caso 39 (Case 39, 2009)
Foto: Reprodução Internet

Uma assistente social chamada Emily (Renée Zellweger) quer tirar uma menina de dez anos (Jodelle Ferland) da casa onde mora, porque os pais da menina são abusivos. Entretanto, quando ela ganha a guarda da criança, ela descobre que existem mais segredos rondando a vida da menina.

À Espreita do Mal

Netflix estreia o filme 'À Espreita do Mal'
Foto: Reprodução Internet

Em busca de um adolescente desaparecido, o detetive de uma pequena cidade descobre que uma presença maligna perturba a sua família.

Vozes e Vultos

Vozes e Vultos | Crítica: Nem terror, nem suspense, apenas um filme fraco  que não sabe o que quer ser | Arroba Nerd
Foto: Reprodução Internet

Vozes e Vultos acompanha uma artista de Manhattan (Amanda Seyfried) que se muda com sua família para o Vale do Hudson. Conforme ela começa sua nova vida num vilarejo histórico, ela passa a suspeitar que seu casamento e sua casa está cercado por algo obscuro.

Com informações de CNN

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários