Vencedor do Oscar, ‘Parasita’ é exibido na Globo

É a primeira vez que o longa do sul-coreano de Bong Joon Ho é exibido na TV aberta.

Parasita
Foto: Reprodução Internet

A Globo exibe na “Tela Quente’ da próxima segunda-feira (05), o premiadíssimo filme “Parasita”. Essa é a primeira vez que longa é exibido na TV aberta.

“Parasita”, do sul-coreano Bong Joon Ho ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 2019 e, na 92ª edição do Oscar, ganhou o prêmio de Melhor Filme, Melhor Filme Internacional, Melhor Roteiro Original e Melhor Diretor.

O longa também foi premiado em outros grandes eventos como o BAFTA AwardsBuil Film AwardsSydney Film Festival e Critics’ Choice Movie Award.

O filme é um dos mais prestigiados dos últimos tempos e considerado uma obra-prima pela crítica. “Parasita” também fez grande sucesso com os telespectadores e arrecadou mais de 250 milhões de dólares quando foi lançado.

O filme de mistério, terror e suspense, que conta com muita critica social, aborda a dicotomia entre a vida de uma família de classe baixa e outra de classe alta na Coreia do Sul.

VEJA TAMBÉM:

–> Documentário sobre trigêmeos que se reencontraram por acaso estreia na Netflix

–> Netflix lança documentário sobre Elize Matsunaga

–> Festival do Telecine exibe clássicos do cinema dos anos 80

ENREDO

O longa foca na história da família de Ki-taek, que está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado. No entanto, após muita procura, Ki passa a dar aulas de inglês para uma garota de família muito rica.

Ele então começa a frequentar a casa da menina e tem a ideia de infiltrar seus pais e sua irmã como trabalhadores na mesma mansão.

Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.

O filme “Parasita” vai ao ar na Globo na segunda-feira (05) logo após a novela “Império”.

Confira o trailer do filme:

DIRETOR

Bong Joon-Ho é um cineasta, roteirista e produtor sul-coreano. Seus filmes apresentam temas sociais, mix de gêneros, humor negro e mudanças repentinas de tom.

Ele ganhou reconhecimento por seu segundo longa-metragem, o drama criminal “Memórias de Um Assassino” (2003), antes de alcançar sucesso comercial com seus filmes subsequentes; “O Hospedeiro” (2006), “Expresso do Amanhã” (2013) e “Parasita” (2019).

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários