Réveillon e Carnaval 2022 devem acontecer em São Paulo

Prefeito Ricardo Nunes disse que avanço da vacinação e a queda no número de internações podem permitir que as festas sejam realizadas.

Carnaval
Foto: Reprodução Internet

A cidade de São Paulo deve voltar a celebrar o Réveillon e o Carnaval 2022 após o cancelamento dos dois eventos em 2021.

O prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB) revelou para a imprensa que a realização do Réveillon e do Carnaval serão debatidos em reunião que ocorre nesta quinta-feira (1°) com diversas secretarias municipais.

No entanto, apesar da reunião, a autorização já é tratada como viável, segundo o prefeito. O que torna a realização das festas possível é o avanço na vacinação e a queda do número de internações por Covid-19 na cidade de São Paulo.

“A princípio, a gente vai estar organizando, se preparando para ter o Carnaval. Nós chegamos, graças a Deus, em 62% do número de leitos de UTI. Tivemos na faixa de 80%, e hoje, não é que é confortável, mas nos deixa um pouco mais tranquilos com relação aos leitos de UTIS”, disse Ricardo Nunes.

E continuou: “A vacinação está acompanhando. Nós passamos de 7 milhões de doses de vacinas na cidade de São Paulo, com 56% da população eletiva já vacinada. A princípio, a cidade terá Réveillon, terá Carnaval”.

VEJA TAMBÉM:

–> Museus, teatros e cinemas voltam a funcionar em São Paulo

–> Após avaliação de risco, Santa Catarina libera eventos com mais de 500 pessoas

–> Festival de Inverno de Campos do Jordão distribui ingressos gratuitos para concertos

Em 2021, as duas grandes festas foram canceladas pela gestão municipal por conta da pandemia do Coronavírus.

O tradicional Réveillon da avenida Paulista, que acontece todos os anos, foi cancelado na virada de 2020 para 2021 e o Carnaval chegou a ser adiado para julho, mas foi cancelado um tempo depois.

Nos últimos meses, o Fórum dos Blocos de São Paulo protocolou uma carta ao prefeito e à Casa Civil da cidade pedindo uma conversa sobre o Carnaval de 2022.

Por esse motivo, o prefeito se encontra com outros líderes nesta quinta-feira para discutir este e demais eventos na cidade de São Paulo.

VACINAÇÃO EM SÃO PAULO

No momento, a cidade de São Paulo está vacinando pessoas de 42 anos e 43 anos e pretende imunizar as de 41 a partir da próxima segunda (5).

No entanto, apesar das quedas das internações, o estado de SP registrou em junho o maior número de casos confirmados desde o início da pandemia e o segundo mês mais letal.

Com informações de G1 e São Paulo Agora

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários