CCBB SP recebe a mostra de cinema ‘De Portugal para o Mundo’

Conversamos com o curador Pedro Henrique Ferreira sobre o sucesso atual do cinema português; Confira!

De Portugal para o mundo
Foto: Reprodução Internet

Após ser exibida no Rio de Janeiro, a mostra “De Portugal para o Mundo” desembarca em São Paulo no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) no dia 14 de julho.

O cinema português está em uma das suas melhores fases e é considerado um dos mais interessantes da atualidade.

Com curadoria de Pedro Henrique Ferreira, a programação conta com 28 filmes, entre longas e curtas-metragens, dos mais aclamados cineastas lusitanos contemporâneos.

O evento inclui também debates com especialistas e bate-papos com diretores. Tudo com entrada gratuita. A programação completa está disponível em link nas redes sociais do CCBB.

VEJA TAMBÉM:

—> Os principais museus brasileiros que voltaram a receber visitas presenciais

—> Cazuza ganha exposição em sua homenagem em Fortaleza

—> Rita Lee ganha exposição sobre sua vida e carreira em São Paulo

A Mostra abre com o premiado “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, inédito no circuito comercial do Brasil e que fará a sua première na capital paulista.

No longa, Vitalina Varela, 55 anos, cabo-verdiana, chega a Portugal três dias depois do funeral do marido. Há mais de 25 anos que Vitalina esperava o seu bilhete de avião e agora vai ter de se deparar com uma pátria diferente do idealizado.

A curadoria concentrou-se principalmente nas produções que obtiveram premiações e sucesso no exterior, como “A portuguesa” (2019), de Rita Azevedo Gomes; “Tabu” (2012), de Miguel Gomes; “O estranho caso de Angélica” (2010), de Manoel de Oliveira; entre outros.

A mostra propõe também uma discussão em torno do cinema português, com debates temáticos, unindo pesquisadores brasileiros e portugueses; e bate-papos com diretores. Serão eventos via videoconferência, online, abertos e gratuitos.

“A ideia é entender os elementos que possibilitaram a emergência de um período tão exitoso no cinema português, num diálogo com a experiência cultural e cinematográfica brasileira hoje”, diz o curador Pedro Ferreira. 

Perguntamos ao curador Pedro Ferreira, a que ele atribui esse período de sucesso do cinema português, que fez com que tantos filmes tenham sido premiados.

Pedro respondeu que Portugal sempre foi um país de cinéfilos, então isto certamente contribuiu – a cultura cinematográfica.

“Depois, a liberdade com que se encarou a possibilidade de fazer filmes autorais por parte dos produtores, algo que é raro. Por fim, a qualidade mesma dos filmes; e o fato de que alguns realizadores receberam grande prestígio na virada do século, o que chamou atenção à produção de uma forma mais ampla”, disse.

Sobre as semelhanças entre o cinema português e o cinema brasileiro, Pedro disse que não enxerga muitas. “A não ser o fato da cinematografia portuguesa figurar dentre as mais influentes do mundo”, disse.

E acrescentou: “Acho que o peso de um cineasta como Pedro Costa pode ser sentido em parte da produção autoral brasileira da última década”.

Pedro Costa é um cineasta português, com reconhecimento internacional. Entre os seus trabalhos com maior destaque estão a trilogia “Cartas das Fontainhas”, composta pelos filmes “Ossos”, “No Quarto da Vanda” e “Juventude em Marcha” e, posteriormente, pelo “Cavalo Dinheiro” e “Vitalina Varela”.

Seu último trabalho, “Vitalina Varela“, que será exibido na mostra, ganhou diversos prêmios, incluindo o Leopardo de Ouro, o prêmio máximo no Festival de Locarno, festival internacional de cinema realizado anualmente em Locarno, Suíça.

MEDIDAS DE SEGURANÇA

O CCBB SP está adaptado às novas medidas de segurança sanitária: entrada apenas com agendamento on-line, controle da quantidade de pessoas no prédio, fluxo único de circulação, medição de temperatura, uso obrigatório de máscara, disponibilização de álcool gel e sinalizadores no piso para o distanciamento.

No cinema, a capacidade foi reduzida para 50%, com higienização completa antes de cada apresentação/sessão, além do distanciamento de dois metros entre as poltronas. 

A bilheteria presencial está proibida, todos os ingressos serão disponibilizados no site eventim.com.br

FICHA TÉCNICA

Curadoria: Pedro Henrique Ferreira

Coordenação Geral: Eduardo Cantarino

Produção Executiva: Pedro Nogueira

Assistente de produção: Luiza Jambeiro

SERVIÇO

Mostra de cinema “De Portugal para o Mundo”

Data: 14 de julho a 9 de agosto

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários