Taylor Swift anuncia data de lançamento da regravação de seu quarto álbum

Anúncio veio junto com uma mensagem reflexiva sobre corações partidos. Confira!

Taylor Swift
Foto: Reprodução Instagram

Taylor Swift anunciou nesta sexta-feira (18), a regravação de seu quarto álbum de estúdio, intitulado “Red” que, originalmente, foi lançado em 2012.

A notícia deixou os fãs da cantora animados e movimentou as redes sociais, levando o nome de Taylor ao topo dos assuntos mais comentados do Twitter Brasil.

Através das redes sociais, Taylor informou que a divulgação está prevista para 19 de novembro e adiantou que uma das 30 canções do disco tem até 10 minutos de gravação.

Fãs especulam que trata-se de “All too well”, cujo nome também foi parar nos trending topics do Twitter.

VEJA TAMBÉM:

–> Taylor Swift anuncia nova versão de ‘Fearless’ com músicas inéditas

–> Fãs de Taylor Swift pedem respeito após piada sexista em série

–>Dua Lipa, Taylor Swift e os vencedores do Brit Awards 2021

Ao contar a novidade aos seguidores, Taylor escreveu uma mensagem reflexiva sobre corações partidos em seu perfil do Instagram. Confira:

“Eu sempre disse que o mundo é um lugar diferente para quem está com o coração partido. Ele se move em um eixo diferente, em uma velocidade diferente. O tempo salta para trás e para a frente de forma fugaz.

O coração partido pode passar por milhares de microemoções por dia tentando descobrir como passar por isso sem pegar o telefone para ouvir aquela velha voz familiar.

Na terra do coração partido, momentos de força, independência e rebelião despreocupada são intrincadamente entrelaçados com tristeza, vulnerabilidade paralisante e desesperança. Imaginar seu futuro pode sempre levá-lo a um desvio de volta ao passado.

E tudo isso para dizer que o próximo álbum que estarei lançando é a minha versão do Red.

Musicalmente e liricamente, Red parecia uma pessoa com o coração partido. Estava em todo lugar, um mosaico fragmentado de sentimentos que de alguma forma todos se encaixaram no final. Feliz, livre, confuso, solitário, devastado, eufórico, selvagem e torturado por memórias do passado.

Como experimentar peças de uma nova vida, entrei no estúdio e experimentei diferentes sons e colaboradores. E não tenho certeza se foi derramar meus pensamentos neste álbum, ouvir milhares de suas vozes cantando as letras para mim em solidariedade apaixonada, ou se foi simplesmente o momento, mas algo foi curado ao longo do caminho.

Às vezes você precisa conversar sobre isso (indefinidamente) para que realmente … acabe. Como seu amigo que liga para você no meio da noite falando sem parar sobre o ex dele, eu simplesmente não conseguia parar de escrever. Esta será a primeira vez que você ouvirá todas as 30 músicas que deveriam ir para o Red. E ei, uma delas tem até dez minutos de duração.

Red (Taylor’s Version) será lançado em 19 de novembro”.

Após a controversa questão dos direitos de suas próprias músicas envolvendo o empresário Scooter Braun, a cantora decidiu produzir novamente seus seis primeiros discos que estavam sob o selo da Big Machine Records, onde ela tinha um contrato válido até meados de 2018.

Agora a artista está na Universal Music, e já lançou “Lover” (2019), “Folkore” (2020) e “Fearless (Taylor’s Version)” (2021), sendo este composto por regravações da era inicial de sua carreira.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários