Castanhari deverá pagar indenização de R$ 100 mil a Marcius Melhem

Justiça concluiu que post de youtuber sobre o ator feito em 2020 foi um “ato ilícito”.

Castanhari
Foto: Reprodução Internet

O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) determinou que Felipe Castanhari pague uma indenização de R$ 100 mil a Marcius Melhem, com correção monetária e juros.

Além disso, ele deve fazer uma publicação em suas redes sociais sobre o conteúdo da sentença.

A informação foi divulgada pelo UOL, nesta terça-feira (22). O site teve acesso à decisão, que foi publicada ontem e assinada pelo juiz Valentino Aparecido de Andrade. Nela, também é indicado um reembolso das despesas processuais de Melhem.

Marcius Melhem abriu o processo contra Felipe Castanhari após um post do youtuber no Twitter que dizia: “Não caiam nesse discursinho de merda do Marcius Melhem. Esse cara é um criminoso, um escroto, um assediador que merece cadeia por todo sofrimento que causou”.

Na ocasião, Castanhari se referia à denúncia de assédio que Melhem foi alvo feita pela atriz Dani Calabresa em dezembro de 2020.

VEJA TAMBÉM:

—> Danilo Gentili vence processo contra Marcius Melhem e ironiza

—> Revista piauí detalha assédio de Marcius Melhem a Dani Calabresa

—> Dani Calabresa mostra bastidores de ‘Dani-se’

Em janeiro, o TJSP determinou que Castanhari retirasse a publicação do ar. Em outra decisão, a Justiça determinou que o youtuber apagasse outro post, em que acusava Melhem de promover “censura e intimidação.”

Marcius Melhem abriu processos na Justiça de São Paulo e do Rio de Janeiro contra a revista Piauí, Danilo Gentili, Rafinha Bastos, Marcos Veras e Felipe Castanhari.

Os processos foram protocolados em meio às acusações de assédio contra Marcius Melhem que foram divulgadas detalhadamente pela reportagem da revista Piauí.

A defesa do humorista também entrou com uma ação de indenização por danos morais e materiais contra Dani Calabresa.

DENÚNCIAS NA REVISTA PIAUÍ

Publicada em dezembro de 2020, com o titulo “O que mais você quer, filha, para calar a boca?” o repórter da piauí João Batista Jr., narra o episódio que aconteceu no dia 5 de novembro de 2017.

Em uma noite de festa, para comemorar o sucesso que o Zorra estava fazendo após a reformulação, Melhem convidou o elenco e os roteiristas para um bar no Rio de Janeiro.

Enquanto cantavam no karaokê, Marcius Melhem forçava o contato, corpo a corpo com Dani Calabresa. Naquela mesma noite, mais de uma vez, ele puxou a cabeça da atriz e tentou beijá-la, além de tirar o pênis para fora da calça.

Além de Dani Calabresa, outras atrizes que não quiseram revelar o nome denunciaram as atitudes do humorista.

De acordo com as denúncias, utilizando da hierarquia e do poder sobre a carreira das funcionárias da emissora, ele atuou de forma muito violenta com várias atrizes. Por muitas vezes, mandando mensagens de teor sexual.

No decorrer dos processos internos, algumas informações vazaram para a grande mídia. No mês de dezembro do ano passado, o jornalista Leo Dias, que ainda trabalhava no UOL, publicou uma nota sofre as denúncias contra Marcius Melhem.

No dia 6 de março de 2020, a Globo emitiu um comunicado onde informou que por motivos pessoais, Melhem estava deixando a liderança dos projetos humorísticos da emissora.

No dia 14 de agosto, a emissora divulgou outra nota, desta vez para anunciar que Marcius Melhem estava saindo definitivamente. Em nenhuma das notas a Globo citou as acusações de assédio.

Com informações de UOL

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários