Paulo Gustavo segue em estado grave, mas tem hemorragia controlada

Ator segue internado e intubado, mas teve uma melhora considerável nas últimas 48 horas.

Paulo Gustavo.
Foto: Reprodução Internet

Em novo boletim médico divulgado nesta quinta-feira (15), a equipe médica de Paulo Gustavo confirmou que o ator está há dois dias sem hemorragia.

O ator permanece internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), em decorrência de complicações da Covid-19, mas apresentou uma estabilidade positiva no quadro clínico nas últimas 48 horas.

Confira o boletim médico:

“Internado desde 13 de Março, no Rio de Janeiro, com quadro de COVID-19, Paulo Gustavo segue em terapia intensiva e ainda se encontra em situação grave. As complicações pulmonares demandaram várias intervenções como broncoscopias e alguns procedimentos cirúrgicos. Hoje, a equipe médica esclarece que:

‘Finalmente conseguimos sanar as fístulas bronco-pleurais identificadas. Nas últimas 48 horas também observamos a normalização da coagulação com o tratamento instituído e não mais detectamos sinais de hemorragias. A situação clínica do paciente, embora ainda crítica, traz à equipe profissional mais confiança em sua recuperação. Estamos cientes de que ainda temos um caminho pela frente. A dedicação e a experiência dos médicos e demais profissionais do hospital tem proporcionado o melhor tratamento ao paciente, seguindo o que há de mais atual conforme os principais centros hospitalares internacionais. O paciente permanece utilizando ventilação mecânica e ECMO.’

A família do ator agradece muito todo o carinho e orações e pede que continuem a enviar boas energias para a recuperação de todos os que se encontram na luta contra o vírus.”

VIU ISSO?

—> Com Covid-19, humorista Paulo Gustavo está internado no Rio de Janeiro

—> Marido de Paulo Gustavo pede orações para humorista internado com Covid-19

—> Assessoria de Paulo Gustavo confirma que o humorista está intubado

Logo após a divulgação do estado de saúde de Paulo, Thales, marido do ator, usou as redes sociais para dar mais detalhes sobre o tratamento e sobre a força do ator.

“Estamos cansados? Um pouco… mas com muita fé na recuperação e na comemoração dessa vitória!
Desde quando dias difíceis vieram, minha fé se fortaleceu e minha força se refez! Nossa Senhora de Fátima veio trazer boas energias e bênçãos ao seu filho Paulo, a mim e às equipes de cuidados. São Padre Pio, Padre Guido, Santa Dulce dos Pobres…. estamos todos unidos pela recuperação desse guerreiro que é Paulo Gustavo.”

“Já admirava sua força e energia, mas agora estou impressionado, e cada vez mais apaixonado pela garra dessa pessoa tão incrível e iluminada! Não é à toa que toca tanto as pessoas!!! Ele realmente não é só cativante. É sobrenatural! É inacreditável! E a fé combina com ele. Sua força física, sua energia vital e as ajudas divinas somadas vão trazer ele de volta pra todos nós que ansiamos tanto por isso”, continuou.


“Estamos vivenciando dias calmos, de estabilidade e pequenos progressos, que acalentam nossos corações já calejados. Peço que nunca percam a fé!!! Ela nos acalma, nos conforta, e nos prepara pras dificuldades e pros milagres, que existem e são possíveis! Eu acredito! E já preparei nossa comemoração pro dia de voltar pra casa! Agradeço a todos pelo carinho, aos profissionais de saúde pelos cuidados e às graças obtidas de outros planos! 🙏🏾❤️💪🏽🙌🏻😘”.

SAÚDE DE PAULO

Paulo Gustavo foi internado no dia 13 de março após ser diagnosticado com Covid-19 e se sentir mal. Já no dia 21 do mesmo mês, a assessoria de imprensa do humorista emitiu um comunicado dizendo que ele “necessitou entrar em ventilação mecânica invasiva, para ser tratado de forma mais segura”.

No último dia 3 de abril, Paulo Gustavo teve uma piora e precisou de um novo e raro tratamento. Foi necessário que o humorista fosse submetido à terapia por ECMO – Oxigenação por Membrana Extracorpórea, que se assemelha com um “pulmão artificial”.

O que é a ECMO – Oxigenação por membrana extracorporal

Trata-se de uma técnica de suporte de vida extracorporal em doentes com falência cardiovascular ou pulmonar. A ECMO usa uma bomba para fazer circular o sangue de um pulmão artificial fora do corpo, regressando depois à corrente sanguínea.

O procedimento de alta complexidade é realizado em casos graves nos quais o paciente sofre comprometimento severo pulmonar ou circulatório, que poderiam levar a morte, aumentando as chances de sobrevida.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários