Ratinho vira assunto na web após defender intervenção militar

Durante o programa “Turma do Ratinho” na rádio Massa FM, o apresentador defendeu a “limpeza” de moradores de rua inspirado pela política de Nova York.

Foto: Reprodução Internet.

Na tarde desta quarta-feira (17), o apresentador de televisão e radialista Carlos Roberto Massa, mais conhecido como Ratinho, virou assunto nas redes sociais após fazer algumas declarações polêmicas.

Durante o programa “Turma do Ratinho” desta terça-feira (16), na rádio Massa FM, o apresentador se posicionou a favor de uma intervenção militar.

De acordo com ele, seria uma forma de melhorar a situação no Brasil. Ratinho estava criticando os casos de vacinas contra Covid-19 que estão sendo aplicadas vazias em alguns locais.

Além de criticar o funcionalismo público, o apresentador falou sobre o armamento e a guerra ao tráfico.

VIU ISSO?

—> Cantor Belo é preso após realizar show no Complexo da Maré

—> BBB21: Expressão usada por Gilberto intriga internautas

—> Anitta é um dos destaques em lista de personalidades influentes

“O que vou falar pode até chocar, mas está na hora de fazer igual fez em Singapura. Entrou um general, consertou o país e, um ano depois, fez eleições. Mas primeiro chamou todos denunciados e disse: ‘vocês têm 24 horas para deixar o país ou serão fuzilados”

Ratinho se referiu ao ex-primeiro-ministro de Singapura, país na Ásia, um lugar que teve um duro controle de liberdade individual, como punição para a homossexualidade, pena de morte para alguns crimes e até chibatada como forma de punição.

Além disso, ele defendeu a “limpeza” de moradores de rua das cidades. Como foi feito seguindo a política do ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani.

“Ele pesquisou do que o povo tinha medo e era dos mendigos batendo nas portas. Ele limpou os mendigos da cidade. Do que as pessoas tinham medo? Morador de rua. Ele tirou todos os moradores de rua e deu um lugar para os caras se virarem.”

Como previsto pelo próprio apresentador, as reações sobre suas declarações não foram as melhores.

No Twitter, o assunto ficou entre os mais comentados e seu posicionamento recebeu várias críticas e questionamentos.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários