‘Festival de Cinema ao Ar Livre’ terá primeira edição competitiva

“IV Curta na Serra” terá três dias de sessões gratuitas com o total de 46 filmes, entre curtas-metragens nacionais, pernambucanos e videoclipes.

Entre os dias 09, 10 e 11 de dezembro, o “IV Curta na Serra – Festival de Cinema ao Ar Livre” acontecerá em três dias, com programação gratuita, no Anfiteatro de Serra Negra, em Bezerros, Pernambuco.

Foto: Juarez Ventura.

Contemplando produções audiovisuais de todo o país, o Festival Curta na Serra irá exibir e premiar filmes nas categorias Curta-Metragem Nacional, Curta-Metragem Pernambucano e Videoclipe. Além da exibição de 46 curtas-metragens, entre competitivos e não competitivos, a 4° edição do evento conta ainda com atrações culturais e atividades de formação e fomento ao audiovisual no Estado.

De acordo com o cineasta Marlom Meirelles, idealizador e produtor executivo do festival, o Curta na Serra inova ao transformar a Serra Negra em uma sala de cinema ao ar livre, com a proposta de ampliar as experiências culturais fora da capital pernambucana. “A quarta edição do Curta na Serra continua a preencher uma lacuna no campo da difusão na região do Agreste e inova ao proporcionar uma rica experiência de caráter multicultural (cinema, música, gastronomia, artes plásticas e artesanato), tudo isso em conexão com a natureza”, afirma Marlom.

A principal novidade desta edição, para o produtor, é a estreia do Curta na Serra como festival. “Pela primeira vez nós vamos ter filmes concorrendo a premiações nas mostras competitivas. Outra novidade é que retornamos ao Anfiteatro e ao Polo Cultural de Serra Negra, o que faz o Curta na Serra um evento tão único, por estar imerso e em contato com a natureza”, explica Marlom Meirelles. Além disso, o Curta na Serra chega a sua 4ª edição em formato híbrido, com atividades presenciais e virtuais.

VEJA TAMBÉM

—> Após grande demanda, Jão vai liberar novos ingressos para show gratuito

—> Recife recebe o show ‘Isso É Calypso Tour Brasil’ neste sábado (03)

—> Gratuito: Alice Caymmi e Chico César são atrações do ‘Nômade Encontros’

Ao longo de um mês de inscrições, o IV Curta na Serra recebeu quase 500 trabalhos, entre obras de ficção, documentários, experimentais, animações e videoclipes. O cuidadoso trabalho de curadoria de Vitor Búrigo, editor-chefe do site CineVitor e membro da Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema, selecionou filmes de 18 estados, além do Distrito Federal, com representantes de todas as cinco regiões do país.

Para o curador, o alto número de obras inscritas revela a diversidade de produções realizadas no país ao longo dos últimos anos e aponta para uma maior pluralidade de narrativas:

“Recebemos um número impressionante de quase 500 títulos inscritos, entre videoclipes e curtas-metragens. Foram títulos vindos de 25 dos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal, e acredito que isso mostra a potência da produção audiovisual no Brasil. Foram muitas histórias analisadas, personagens carismáticos e narrativas culturais, mostrando um pedacinho de cada região do Brasil. Recebemos filmes com temas muito relevantes, que merecem e devem ser abordados”, disse o curador

A programação do IV Curta na Serra conta ainda com a Sessão Homenagem Fernando Spencer, que celebra a vida e a obra do jornalista e cineasta pernambucano, considerado um dos mais antigos realizadores do Estado.

Conhecido como o autor das três bitolas (Super-8, 16mm, e 35mm) que passou ainda pelo digital, ganhando diversos prêmios nacionais e estrangeiros em sua carreira, Fernando Spencer é um dos homenageados desta edição do festival. O autor receberá a homenagem (in memoriam) ao lado da coreógrafa Mileide Santos e seu grupo Folcpopular, e do arte-educador Carlos Marques e o balé popular Papanguarte, que representam as tradições culturais de Bezerros.

A programação de filmes se completa com a Mostra VerOuvindo, realizada em parceria com o Festival de Filmes com Acessibilidade Comunicacional do Recife – VerOuvindo. Abrigando filmes com recursos de acessibilidade comunicacional, a mostra exibirá três títulos pernambucanos vencedores do Prêmio VerOuvindo de Serviço de Acessibilidade, com duas animações e um documentário.

Confira os filmes selecionados para o IV Curta na Serra:

PANORAMA NACIONAL

  • A Caixa de Lázaro, de Tereza Duarte e Júlio Castro (RN)
  • Aqueles que Estamos Esquecendo, de R. B. Lima e Rebeca Linhares (PB)
  • Dádiva, de Evelyn Santos (SP)
  • Ela Mora Logo Ali, de Rafael Rogante e Fabiano Barros (RO)
  • Foi um Tempo de Dor, de Vinícius de Oliveira e Thiago Nunes (DF)
  • Isso Sempre Acontece, de Lara Koer (SC)
  • Nazaré: do verde ao barro, de Juraci Júnior (RO)
  • Nicinha Não Vem, de Muriel Alves (RJ)
  • Pedro, de Leo Silva (CE)
  • Quinze Primaveras, de Leão Neto (CE)

PANORAMA PERNAMBUCO

  • Adeus, Carnaval de Olinda, de Igor Pimentel e Rosielle Machado
  • desAFETOS, de Marcos Medeiros e José Ruiz
  • Eu faço a Minha Sambada, de Juliana Lima
  • Jaguamérica, de Bako Machado
  • Lilith, de Nayane Nayse
  • Mestre Walter – Minha arte, Meu Ofício, de Luciano Torres
  • Quebra Panela, de Rafael Anaroli
  • Rio Mar, de Coletivo Cinema no Interior

VIDEOCLIPES

  • Abaixa que é tiro, de Bloco do Caos e GOG; direção: Rodrigo Rímole (SP)
  • Chorar, de Karola Nunes & Pacha Ana feat. Curumin; direção: Juliana Segóvia (MT)
  • Claudio, de Nana Lacrima; direção: Calebe Lopes (BA)
  • Dorme Pretinho, de Lia de Itamaracá; direção: Lia Leticia (PE)
  • Kumbayá, de Skarimbó; direção: Babi Baracho (RN)
  • Lamento de Força Travesti, de Renna feat. Gabi Benedita; direção: Renna Costa (PE)
  • Não Pode Parar, de Platônicca feat. Barro; direção: Platônicca e Fábio Cavalcante (PE)
  • Nosso Trato, de Lia Paris; direção: Netrola (SP)
  • Terra (Remix), de Ciel & Radiola Serra Alta; direção: Paulinho Lima (PE)
  • Tudo Eu, de Amiri; direção: Elirone Rosa, Fernando Sá e Ione Maria (SP)

SESSÃO ESPECIAL

  • A Morte do Funcionário, de Guilherme Pau Y Biglia (PR)
  • Aguado, de Gabriela Miranda e Matheus Brant (AL/SP)
  • Ave Maria, de Pê Moreira (RJ)
  • Benzedeira, de Pedro Olaia e San Marcelo (PA)
  • Cem Pilum – A História do Dilúvio, de Thiago Moraes (AM)
  • Cinemas de Rua de Aracaju, de Eudaldo Monção Jr. e Juliana Vila Nova (BA/SE)
  • Deus Não Deixa, de Marçal Vianna (RJ)
  • Essa Terra é Meu Quilombo, de Rayane Penha (AP)
  • Forrando a Vastidão, de Higor Gomes (MG)
  • Lado a Lado, de Gleison Mota (SP)
  • Memórias do Fogo, de Rita de Cássia, Leandro Olímpio e Irineu C. Neto (ES/PB/SP)
  • Mutirão: O Filme, de Lincoln Péricles (LKT) (SP)
  • O Rio de Cada Um, Pedro Marchiori (RJ)
  • Ytwã, de Kian Shaikhzadeh (BA)

SESSÃO HOMENAGEM – FERNANDO SPENCER

  • Capiba, ontem, hoje e sempre, de Fernando Spencer
  • MOSTRA VEROUVINDO
  • A Saga da Asa Branca (1979), de Lula Gonzaga
  • Da Boca da Noite à Barra do Dia, de Tiago Delácio
  • Vivências, de Everton Amorim
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários