Exposições e eventos celebram a Semana de Arte Moderna no Rio de Janeiro

100 anos da Semana de Arte Moderna estão sendo comemorados na cidade maravilhosa.

Desde o início de janeiro, diversas cidades do Brasil estão celebrando os 100 anos da Semana de Arte Moderna. Por mais que São Paulo seja o local com mais eventos e exposições, o Rio de Janeiro não ficou de fora das homenagens que contam a história da semana e falam sobre sua importância para o país.

rio de janeiro

No Paço Imperial, localizado na Praça XV de Novembro, no centro da cidade do Rio de Janeiro, o público confere “A Afirmação Modernista – A Paisagem e o Popular Carioca na Coleção Banerj”. Do acervo da instituição, constituído de 880 obras de arte entre pinturas, desenhos, gravuras, e esculturas dos séculos 19 e 20, formado a partir da década de 1960 pelo BEG (Banco do Estado da Guanabara), foram selecionadas 127 obras para a mostra.

Entre elas estão os painéis de Di Cavalcanti, Marcier, Cícero Dias, Carybé e muitas obras de artistas referenciais da arte brasileira, como Guignard, Pancetti, Portinari, Anita Malfatti e Djanira.

A exposição estará disponível até 20 de março, gratuitamente.

VEJA TAMBÉM:

–> SP comemora os 100 anos da Semana de Arte Moderna com eventos por toda a cidade

–> Museus, teatros e cinemas voltam a funcionar em São Paulo

–> Os principais museus brasileiros que voltaram a receber visitas presenciais

Já no Museu de Arte do Rio (MAR) e no Museu da História e Cultura Afro-Brasileira (Muhcab), até o dia 18 de fevereiro, o público pode conferir a Festa Literária das Periferiras (Flup), que celebra o modernismo negro, homenageando Lima Barreto, Pixinguinha e Josephine Baker.

A programação abrange shows, mesas de debate, performances e espetáculos de dança. A programação do evento pode ser consultada no site oficial do evento.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários