Dia do Folclore: curiosidades sobre a história e as principais lendas

Você sabe tudo sobre o folclore brasileiro? Descubra!

folclore
Foto: Reprodução Netflix

Neste domingo (22), é celebrado o Dia do Folclore. A data tem o objetivo de relembrar a importância do folclore em diversas culturas.

Desde criança, ouvimos histórias e lendas sobre o folclore, mas, muitas vezes, não sabemos a origem de cada uma delas.

Pensando nisso, preparamos uma lista com algumas curiosidades sobre a origem da data e as principais lendas, confira:

  • O Dia do Folclore é celebrado internacionalmente no dia 22 de agosto. Nesta data, no ano de 1846, a palavra “folklore” (em inglês) foi inventada pelo escritor inglês William John Thoms, que fez a junção de “folk” (povo, popular) com “lore” (cultura, saber) para definir as características culturais típicas de cada nação.
  • A data foi oficializada em 17 de agosto de 1965 por meio do Decreto nº 56.747, assinado pelo presidente Humberto de Alencar Castello Branco e por seu Ministro da Educação, Flávio Suplicy de Lacerda. O decreto destaca o pioneirismo de William John Thoms na pesquisa das culturas populares.
  • Os folcloristas registram contos, lendas, anedotas, músicas, danças, vestimentas, pratos típicos e tudo o que define a cultura popular.
  • As principais lendas brasileiras são a do saci e do curupira, Iara, o boto cor-de-rosa, a mula sem cabeça, o boitatá,  negrinho do pastoreio, entre outros.
  • Ariano Suassuna e Monteiro Lobato utilizaram o folclore brasileiro em suas obras. Entre os folcloristas brasileiros, os mais notáveis são Mário de Andrade e Luís da Câmara Cascudo, autor do Dicionário do Folclore Brasileiro.

VEJA TAMBÉM:

—> Netflix confirma segunda temporada da série ‘Cidade Invisível’

—> Netflix divulga primeiro trailer da série ‘Cidade Invisível’

—> Marco Pigossi estrela nova série da Netflix

  • Saci-pererê é uma das principais lendas do folclore brasileiro, e seu surgimento remonta ao final do século XVIII. A imagem clássica do saci mostra-o como um ser mítico e travesso que realiza brincadeiras. A lenda do saci surgiu, segundo os estudos, na região Sul do Brasil entre os índios guarani.
  • A Iara é uma lenda que surgiu a partir do folclore europeu e que foi adaptada ao folclore brasileiro. Essa afirmação foi realizada por um dos maiores folcloristas que o Brasil já teve, o potiguar Luís da Câmara Cascudo.
  • O curupira é retratado frequentemente como um anão que possui os cabelos vermelhos e os pés ao contrário. O curupira como protetor da floresta voltava-se contra todos aqueles que a destruíam e, por isso, era visto com grande temor pelos indígenas.
  • A Cuca é um dos principais seres mitológicos do folclore brasileiro. Ela é conhecida popularmente como uma bruxa que rapta crianças e que pode ter a forma de uma velha ou de uma feiticeira com cabeça de jacaré.
  • A mula sem cabeça é um monstro do folclore brasileiro que se manifesta quando uma mulher namora um padre. Por maldição ela é transformada em mula.
  • A lenda do Boto nasceu na região amazônica e conta que em noites de Festas Juninas, o boto, animal dos rios da Amazônia, sai dos rios e transforma-se num homem muito atraente com o objetivo de seduzir as mulheres para levá-las ao fundo dos rios e acasalar. Por este motivo, a cultura amazônica costuma afirmar que o boto é o pai de todos os filhos de origem desconhecida.
  • Mistura de mitos cristãos e africanos, a lenda do Negrinho do Pastoreio nasceu no Sul do Brasil, e é uma lembrança triste do sofrimento dos negros escravizados. Castigado por um fazendeiro cruel por ter deixado um cavalo fugir, um menino negro foi amarrado e abandonado sobre um formigueiro
  • Neste ano, a Netflix lançou uma série sobre o folclore brasileiro. “Cidade Invisível” conta com grande elenco e uma história que mistura mistério, drama e suspense. A segunda temporada está sendo gravada e deve chegar à plataforma em 2022. Confira o trailer da primeira temporada:
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários