Thiaguinho é criticado através das redes sociais após anunciar turnê para julho

Artista informou que os shows serão realizados com capacidade de lotação da casa reduzida, além de ser obrigatório o uso de máscara.

Thiaguinho
Foto: Reprodução Internet.

Na última teça-feira, dia 22 de junho, o cantor Thiaguinho se envolveu em uma polêmica através das redes sociais.

Ele anunciou uma turnê para o próximo mês, na mesma semana em que o Brasil atingiu a marca de 500 mil mortes por coronavírus.

Os fãs não aprovaram a atitude do artista e deixaram várias críticas nos comentários da publicação.

De acordo com o artista, os shows serão realizados com capacidade de lotação da casa reduzida e com ingressos limitados.

VEJA TAMBÉM:

—> Thiaguinho anuncia campanha para ajudar profissionais da cultura

—> Após críticas, Ivete Sangalo se posiciona contra o governo

—>  Thiaguinho se declara para Fernanda Souza: ‘Melhor amiga’

Os shows estão marcados para os dia 2, 3 e 4 de junho, no Rio de Janeiro.

Enquanto alguns fãs demonstraram alegria com a notícia, outros ficaram decepcionados com o artista e falaram sobre a pandemia.

“Não me decepciona pelo amor de Deus, ainda na semana passada batemos mais de meio milhão de mortes”, disse uma fã.

“O show é em 2022, né?!”; e “O Rio já está todo vacinado?”, foram alguns dos questionamentos feitos pelos fãs.

Após as várias críticas, o artista fez outra publicação sobre a turnê.

No texto, Thiaguinho diz que tudo foi pensado para a segurança do público, como a capacidade de pessoas reduzida de 4.50, para 930.

Ele completa a informação dizendo que o distanciamento seguro entre as mesas será mantido, além do uso de máscaras ser obrigatório.

“Espero todos vocês lá! A segurança está sempre em primeiro lugar!”, disse.

No dia 3 de junho, o cantor anunciou o projeto “Junthos pela Arte“, que visa ajudar os profissionais da cultura que ficaram sem trabalhar durante a pandemia.

Manifestações

Após o Brasil atingir a marca de 500 mil mortes por coronavírus, vários artistas se posicionaram contra o presidente Jair Bolsonaro.

Nomes como Anitta e Tico Santa Cruz tiveram os posicionamentos mais incisivos, além da atriz Samantha Schmütz.

A cantora Ivete Sangalo, que foi duramente criticada após se posicionar sobre o número de mortes durante a pandemia e acusada por se isentar, fez nova publicação e esclareceu que não concorda com as atitudes do atual presidente.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários