Após polêmica, Fernanda Torres é vacinada contra Covid-19

Atriz tomou primeira dose de AstraZeneca e explicou os motivos para procurar a vacina da Pfizer em postos de vacinação.

Foto: Reprodução Internet.

Nesta segunda-feira (14), através das redes sociais a atriz Fernanda Torres compartilhou fotos do momento de sua vacinação.

A artista, que é filha da também atriz Fernanda Montenegro, esclareceu algumas questões sobre suas escolhas.

Fernada tomou a primeira dose da AstraZeneca após viralizar na internet a notícia sobre sua preferência pela vacina da Pfizer.

Ela confirmou a informação e explicou que se preocupou sobre as vacinas por ter histórico de trombose na família.

VEJA TAMBÉM:

—> Vacinados contra Covid-19 receberão ingressos para o Lollapalooza

—> Recém casados, João Figueiredo e Sasha Meneghel são vacinados contra Covid-19

—> William Bonner toma primeira dose da vacina contra Covid-19

A atriz ainda explicou que não fez nada de errado, como furar fila. Atualmente com 55 anos, ela completou dizendo que não teve informação privilegiada e não forjou atestados.

“O fato tornou-se público e contribuiu para alimentar o negacionismo, criando uma desconfiança infundada em torno da Astrazeneca, uma vacina extremamente eficaz e segura”, afirmou fazendo referência às pessoas que se negam a tomar a vacina.

Ela reforçou a sua confiança na vacina que tomou lembrando que sua mãe, Fernanda Montenegro, tomou a segunda dose da Astrazeneca há um mês, assim como seu irmão e seu enteado, que é transplantado, também tomaram.

Ela completou o texto informando que esperou muito por essa hora e está feliz e aliviada com a vacinação.

“Continuarei usando máscara e mantenho o distanciamento social, até que o Brasil alcance uma taxa de vacinação compatível com o retorno a uma vida próxima do normal”, disse a atriz.

“Sei, na pele que, mesmo na forma branda, a COVID é uma doença misteriosa, ainda desconhecida, que deixa sequelas. A melhor escolha é a vacinação. Por último, gostaria de ressaltar o excelente trabalho que vem sendo feito pela secretaria de saúde da cidade do Rio de Janeiro. As vacinas estão sendo distribuídas de forma justa, por todas as regiões da cidade, sem preferência de cor, credo ou classe social”, finalizou

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários