Projeto de Lei para rebatizar o Maracanã é aprovado

Após decisão dos Deputados da Assembleia Legislativa do Rio, Estádio deve ser chamado de Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé.

Pelé.
Foto: Reprodução Internet.

De acordo com informações divulgadas pelo Globo Esporte, na última terça-feira (09) a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro aprovou a mudança do nome do Estádio do Maracanã de “Jornalista Mário Filho” para “Edson Arantes do Nascimento – Rei Pelé”.

A mudança foi aprovada em regime de urgência pelos deputados da Alerj, mas ainda depende da aprovação do governador em exercício, Cláudio Castro, que tem até 15 dias úteis para sancioná-la.

O ex-jogador foi homenageado recentemente com um documentário na Netflix. A produção fala sobre a vida do jogador que até hoje é considerado o maior de todos os tempos.

Com depoimentos e familiares, “Pelé” traz várias imagens da carreira do jogador, contando sua origem e como foi descoberto como garoto prodígio, além de momentos marcantes como a conquista histórica na Copa do Mundo de 70.

VIU ISSO?

—> Aos 60 anos, morre Diego Maradona

—> Netflix divulga primeiro trailer para ‘Pelé’

—> Adriane Galisteu assina novo contrato com a Record TV

Caso a decisão dos Deputados da Assembleia Legislativa do Rio seja aprovada, o complexo esportivo, que também engloba o ginásio Maracanãzinho e o estádio de atletismo Célio de Barros, permanecerão com o mesmo nome, Mário Filho. Somente o Estádio do Maracanã terá o nome alterado.

“A utilização de nomes de pessoas vivas nos bens pertencentes ao patrimônio público tem sido uma preocupação da sociedade para zelar pelo que é de todos e impedir a privatização do patrimônio público. Mas, nesse caso, essa é uma justa homenagem a uma pessoa reconhecida mundialmente pelo seu legado no futebol brasileiro e pela prestação de relevantes serviços ao nosso país”.

justificou André Ceciliano, presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

A decisão não foi bem recebida pelo público e foi alvo de críticas.

“Tirar o nome do jornalista Mário Filho do Maracanã é chutar a memória afetiva do Rio de Janeiro de forma vil, covarde e antipática. A decisão da maioria dos deputados nos indica que temos um grupo de parlamentares que sequer têm a noção de que chão estão a pisar.” escreveu um internauta.

Com informações de Globo Esporte.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários